Inadimplência cai e brasileiro usa o 13º para poupar

0 44

Quase um quarto dos brasileiros (24,5%) vai usar os recursos da primeira parcela do 13º salário para quitar dívidas. Esse é o menor resultado registrado em cinco anos para o destino do salário extra, segundo levantamento da Ipsos, empresa de pesquisa de mercado, com mil pessoas, em todas as regiões do País.”O resultado surpreendeu”, afirma o economista da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), Emílio Alfieri, ao comentar a pesquisa encomendada pela Associação. Apesar de o pagamento de dívidas, desde 2009, ser o principal uso da primeira parcela do 13º salário, houve forte retração na intenção neste ano. Em 2012, 32,6% dos entrevistados declararam que quitariam as pendências com esse dinheiro.

O recuo do uso do 13º para o pagamento de dívidas é mais uma evidência, segundo o economista, de que ainadimplência está em queda. No mês passado, a inadimplência líquida apurada pela Associação Comercial fechou em 5,1%, em comparação a 5,5% em outubro de 2012.

O indicador de inadimplência líquida considera o saldo entre as dívidas não pagas e renegociadas do mês em relação às vendas de três meses anteriores.

O economista atribui a queda do calote, principalmente, ao grande número de campanhas de renegociação de dívidas que estão sendo realizadas desde o início deste ano. No passado recente, os feirões para o consumidor limpar o nome ocorriam só a partir do segundo semestre.

Parte dos consumidores que reduziram a intenção de pagar dívidas com o 13º salário pretende colocar esse dinheiro na poupança.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.