Dólar opera em alta e volta ao patamar de R$ 2,30

0 31

 Sinais de que o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, começará a reduzir seus estímulos monetários em breve fazia o dólar subir mais de 1% ante o real nesta quinta-feira, voltando ao patamar de R$ 2,30. Perto das 12h10, a moeda subia 1,75%, a R$ 2,3098 para a venda.

“Agora voltou o assunto com relação a retirada de estímulos do Fed (mais cedo). Com isso, o mercado volta a trabalhar com mais aversão ao risco, esperando redução dos incentivos nos próximos meses”, afirmou um operador, sob condição de anonimato, de um banco nacional, à Reuters.

A ata da última reunião do Fed, divulgada na quarta-feira, sugere que o banco central norte-americano pode começar a retirar seu agressivo programa compra de ativos, no valor de R$ 85 bilhões mensais, em uma de suas próximas reuniões, desde que o crescimento econômico permita isso, ampliando os temores de uma redução na liquidez dos mercados internacionais.

Nesta quinta-feira, o Banco Central realizará o sexto leilão de swap cambial tradicional (equivalente a venda da moeda no mercado futuro) para rolar os vencimentos de 2 de dezembro, com oferta de até 20 mil contratos. E também promoverá mais um leilão de swap previsto em seu cronograma de atuações diárias, com a oferta de até 10 mil contratos com vencimentos em 5 de março e 2 de junho de 2014.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.