Dólar deve voltar a R$2,40 nos próximos meses

0 40

As moedas na América Latina devem continuar sob pressão nos próximos 12 meses com a diminuição do estímulo monetário nos Estados Unidos, segundo pesquisa da Reuters nesta quinta-feira.

A pesquisa com mais de 60 economistas em todo o mundo mostrou que as projeções para o real e para o peso mexicano nos próximos 12 meses são praticamente as mesmas de um mês atrás, mesmo com a decisão do Fed de adiar a redução de seu programa de compra de ativos.

O peso chileno e o colombiano devem se desvalorizar, enquanto que o sol peruano não deve conseguir reverter as perdas dos últimos meses, em meio à expectativa de um enfraquecimento do fluxo de capitais para mercados emergentes daqui para a frente.

“Apesar de os Estados Unidos não terem começado a reduzir a liquidez ainda, isso ainda vai acontecer. Mais cedo ou mais tarde”, disse Nathan Pincheira, economista do Banchile Inversiones, em Santiago. “Por isso não alteramos nossas estimativas, pelo menos para o médio e longo prazos.

O Fed citou o endurecimento da política fiscal e o aumento dos juros de crédito imobiliário para explicar porque decidiu não reduzir as compras mensais de 85 bilhões de dólares.

Mas ele provavelmente vai começar a reduzir as compras em dezembro, de acordo com a maioria dos economistas consultados pela Reuters em uma pesquisa separada.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.