Uber Eats começa a fazer entregas de farmácias, pet shops e conveniências

0 100

A Uber dá mais um passo para expandir seu serviço de entregas no Brasil. A empresa anuncia que o aplicativo Uber Eats vai disponibilizar para os usuários, a partir desta quarta-feira, produtos da rede de farmácias Pague Menos e dos pet shops Cobasi. Na próxima segunda-feira, 6, serão incorporadas 30 lojas de conveniência Shell Select, da rede de postos de gasolina Shell. Até então, o aplicativo oferecia somente delivery de restaurantes.

As novas categorias só estão disponíveis, por enquanto, na cidade de São Paulo, mas o Uber Eats diz que, nos próximos dias, deve expandir a operação para outras localidades. Hoje, o aplicativo está disponível em mais de 150 cidades, em todos os estados brasileiros.

“Buscamos parceiros que conseguissem oferecer esses novos produtos de uma maneira bastante estruturada e abrangente, de forma que conseguíssemos levar, em pouco tempo, essas vantagens para usuários de todas as regiões”, afirma Fabio Plein, diretor nacional do serviço.

Plano global
Trazer novas categorias de produtos para a plataforma faz parte de um plano global de diversificação de atuação do Uber Eats. Essa semana, na França, a empresa também anunciou parceria com a rede de supermercados Carrefour e com a rede espanhola de lojas de conveniência Galp.

“Ao conectar nossos usuários a farmácias, lojas de conveniência e pet shops, que são serviços essenciais no dia a dia das cidades, nós estamos cumprindo o nosso propósito de nos tornarmos o sistema operacional da vida das pessoas”, disse Plein, em comunicado.

O executivo assumiu a direção do Uber Eats em agosto de 2019 depois de ter chefiado o aplicativo de caronas da Uber no Brasil, fazendo do país o seu maior mercado global, com 22 milhões de usuários. Sua missão na frente do serviço de entregas é repetir o desempenho do negócio inicial do grupo.

Para isso, a estratégia é oferecer ao consumidor produtos que sejam comprados com maior recorrência que refeições de restaurantes — ainda associadas pelo brasileiro com momentos de indulgência, como nos finais de semana. O plano, segundo disse Plein a empresa à EXAME no ano passado, é permitir em breve que os consumidores façam compras de supermercado pelo aplicativo.

Novo competidor

Entrando no segmento de entregas de produtos de pet shop e farmácia, a Uber passa a brigar diretamente com a colombiana Rappi, que se propõe a entregar e vender de tudo. Por meio de parcerias, a Rappi permite, em seu aplicativo, chamar um táxi (da Wappa), desbloquear um patinete (da Grow) ou agendar uma massagem (da Singu). Os entregadores da empresa também se dispõem a buscar qualquer item para o cliente — como dinheiro em caixas eletrônicos ou compras nos supermercados.

Na corrida para ser um “superapp”, está também a brasileira iFood, que domina o segmento de delivery de restaurantes no país, com mais de 26,6 milhões de pedidos ao mês em 912 cidades brasileiras. Nos últimos meses, a empresa passou a fazer entregas de supermercados e de produtos pets, em parceria com a Zee.Now.

A estratégia da Uber, para além do sonho de ser o aplicativo que vai concentrar todos os serviços essenciais, se consolida em um momento oportuno. Em tempos de crise, com a pandemia de coronavírus reduzindo o número de pessoas circulando nas ruas, investir em novas modalidades de delivery é promissor para qualquer negócio.

Fonte Exame.com
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.