Público masculino sente falta de alternativas de marcas nas gôndolas

0 997

Os homens brasileiros têm dado cada vez mais atenção para produtos de beleza voltados para o gênero. Segundo um estudo da Mintel, apesar da maior abertura neste mercado, 31% deles acreditam que o varejo ainda faz poucas promoções e descontos. Os dados fazem parte de um levantamento da Mintel, que mapeou o comportamento dos homens que usam produtos de beleza voltados para o gênero masculino. Segundo a especialista Sênior de Beleza e Cuidados Pessoais da Mintel, Juliana Martins, o desodorante é o produto com maior incidência de compra de marcas específicas para homens entre os brasileiros (71%). “Perfumes e desodorantes são os produtos mais usados pelos homens e que possuem um forte impacto no cuidado da aparência deles”, disse ela.

De acordo com a especialista, apenas 8% dos entrevistados disseram não usar perfumes, e apenas 5% não usam desodorantes. “Além disso, shampoos/condicionadores e modeladores capilares são também produtos que não sairão do orçamento deles.”

E são justamente esses produtos que Juliana sinaliza como potencial para marcas criarem oportunidades de vendas. De acordo com o estudo, 58% dos homens usam shampoo unissex. 43% deles gostariam de ver nas lojas todos os produtos de cuidados pessoais para homens em um só corredor, e 22% deles gostariam de ver todos os produtos de cuidados pessoais para homens disponíveis na frente da loja”, detalha.

De acordo com Juliana, uma saída promissora para farmácias, supermercados, varejo especializado e outros canais de compra é organizar de maneira fácil os produtos. “Tornando a compra mais rápida e prática para aqueles que não têm muito tempo para consagrar à escolha dos itens ou simplesmente para aqueles que não gostam de passar muito tempo procurando um produto.”Outra questão abordada pela pesquisa da Mintel é que as marcas precisam estar atentas em como se aproximar deste consumidor. “Hoje em dia, as marcas que não se comunicam com seus consumidores por meio das redes sociais poderão perder clientes” alerta.

Do salão à barbearia Apesar de uma parcela pequena dos homens irem com frequência à barbearia (cerca de 5%) outros 94% fazem este tipo de serviço em casa, o que abre um mercado amplo para venda de produtos deste tipo. De acordo com a pesquisa, 35% deles faz a barba de duas a seis vezes por semana, 35% uma vez por semana e 15% menos de uma vez por semana. 9% dos entrevistados diz que faz a barba diariamente.

A pesquisa ainda revelou que mais da metade (57%) dos homens não usa nenhum produto para barba e/ou bigode. “É uma questão de educar os consumidores. Os homens geralmente não sabem quais produtos combinam melhor com a sua pele”, diz Juliana.

Fonte DCI
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.