Dia do Cliente: preço é fator relevante para 76% dos shoppers

0 51

A Social Miner se uniu a Opinion Box e realizou um levantamento para compreender as expectativas dos consumidores brasileiros para o Dia do Cliente e fornecer alguns insights para o varejo online.

E neste ano o evento ganhou um incentivo a mais, com o lançamento da chamada “Semana do Brasil” — uma iniciativa do governo, que convida as marcas a estenderem suas ofertas entre 6 e 15 de setembro a fim de acelerar a economia brasileira, transformando o período em algo como a “Black Friday da Independência”, uma homenagem ao feriado do dia 07.

A pesquisa revela, por exemplo, que a data comercial ainda é desconhecida por 55,5% dos respondentes e, no entanto, 43% afirmaram que pretendem aproveitar as promoções do Dia do Cliente, enquanto outros 37,3% ainda estão indecisos, podendo ser convencidos a comprar. Nesse sentido, o público do estudo foi questionado sobre o que os fariam decidir por uma loja, sendo que 76,7% afirmaram que o “preço” seria o fator mais relevante. Em seguida, 73,3% escolheram “promoções” e 49,2% optou pelo “valor do frete”, sendo que a soma nesse item excede os 100%, uma vez que os respondentes puderam selecionar mais de uma opção.

Entretanto, nem sempre é possível que as lojas entrem na “guerra de promoções”, especialmente porque grandes players do mercado muitas vezes acabam ganhando essa briga. Então, para se destacar no varejo online, o investimento na experiência do consumidor — fornecer aos usuários um bom suporte, boas condições de pagamento, atendimento personalizado e prático, políticas de troca eficientes e devolução simplificada — é uma alternativa para garantir a vantagem competitiva.

Além disso, o material indica também o que faria com que as pessoas não comprassem no Dia do Cliente e o “valor do frete” foi o fator campeão, com representatividade 54,9%. Em seguida, 48,3% afirmaram que não comprariam caso não confiassem que o valor do desconto é real. Já a falta de opções de produto, seja pelo número, cor ou outras razões, foi alvo de 45,5% das respostas. Outros fatores relevantes foram em relação a “nota baixa em sites de reputação”, para 41,3% dos respondentes; o prazo de entrega, para 26,8%; e a forma de pagamento, para 23%.

E, apesar de 39,6% dos respondentes afirmarem preferir comprar em lojas físicas na ocasião, 57,2% são influenciados pela experiência online na hora de tomar uma decisão sobre que ofertas aproveitar. Ou seja: uma experiência omnichannel é o que o consumidor busca e o que as lojas precisam oferecer se quiserem se destacar da concorrência.

O material indica ainda que as categorias de Moda e Acessórios, Eletrônicos e Beleza e Saúde são as favoritas para 42,6%, 37,3% e 28,1% dos respondentes, respectivamente. E a maior parte dos consumidores parece já ter um orçamento planejado para data, sendo que 11,3% devem fazer pedidos acima de R$500. Outros 15,6% devem ficar entre R$101 e R$200 e 11,5% entre R$201 e R$300.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.