Carrefour fecha parceria com Amigos do Bem

0 83

Em parceria com a Instituição Amigos do Bem, as lojas do Carrefour no Estado de São Paulo passaram a comercializar castanhas de caju produzidas em fábricas de beneficiamento no Ceará e em Pernambuco, assim como sacolas de patchwork fabricadas em oficinas de costura no sertão nordestino. Tanto as fábricas quanto as oficinas foram fundadas pela entidade, com o objetivo de gerar renda e desenvolver o potencial dessas regiões. A renda obtida pela Instituição com a venda desses produtos na rede varejista será 100% destinada aos seus projetos de educação, trabalho e renda, acesso à saúde, água e moradia.

No sertão nordestino, os Amigos do Bem já geraram mais de 1.000 postos de trabalho com a produção de castanhas, as oficinas de costura e artesanato e outras atividades, como plantações, fábrica de doces e mel e funções administrativas.

O Carrefour mantém reuniões periódicas com a Instituição para acompanhar a evolução da parceria recém-iniciada. A rede permanece aberta para identificar oportunidades de incluir em seu sortimento outros itens produzidos pela instituição, visando intensificar o apoio ao seu trabalho e à comunidade local.

“Acompanhamos a bela trajetória dos Amigos do Bem desde a sua fundação, em 1993, e recentemente fomos conhecer de perto seus projetos realizados no interior de Pernambuco. O grupo se orgulha por apoiar uma iniciativa tão excepcional, levando ao consumidor produtos que ajudam a impulsionar a geração de renda no sertão nordestino”, afirma Stéphane Engelhard, Vice-Presidente de Relações Institucionais do Grupo Carrefour Brasil. “A parceria também é fundamental para as premissas do nosso pilar de Transição Alimentar, que inclui a oferta de itens produzidos de forma natural e sustentável e a preços acessíveis”, destaca.

A parceria com o Carrefour ajudará os Amigos do Bem a ampliar o atendimento regular às famílias e a oferta de emprego e renda no sertão nos próximos anos. “Nosso objetivo é continuar transformando, investindo principalmente na geração de trabalho e na educação para crianças e jovens”, diz Alcione Albanesi, presidente e fundadora dos Amigos do Bem. “Atuamos em diferentes áreas, temos projetos com grandes dimensões e enfrentamos uma logística desafiadora. Por isso, são necessários muitos recursos para manter um trabalho como esse”, completa.

Transformação de vidas

Com o lema “Se não posso fazer tudo que devo, devo, ao menos, fazer tudo o que posso”, a Instituição Amigos do Bem nasceu em 1993 com a iniciativa de um grupo de amigos de São Paulo liderados por Alcione Albanesi que, comovidos pela situação de miséria no sertão nordestino, se mobilizaram para ajudar a região. Em mais de 25 anos de trajetória, cerca de 1,5 milhão de pessoas foram atendidas por meio de projetos de educação, trabalho e renda, acesso à saúde, água e moradia.

Os Amigos do Bem atuam em diversas áreas para promover a inclusão social e romper o ciclo de miséria na região. Hoje, 75 mil pessoas são atendidas todos os meses, em 130 povoados do sertão de Alagoas, Pernambuco e Ceará.

Além disso, já foram construídos quatro Centros de Transformação, onde mais de 10 mil crianças e jovens participam diariamente de atividades educativas e culturais. Eles têm reforço escolar, atividades extracurriculares e também cursos profissionalizantes de culinária, cabeleireiro, informática e manicure. Também são oferecidas bolsas de estudo em instituições de ensino superior parceiras.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.