Barbosa Supermercados cresce 10% com vendas pelo e-commerce

0 422

Com a mudança de comportamento no setor varejista forçada pela pandemia, o universo digital impulsionou as vendas online para os grandes líderes do mercado. O padrão, agora essencial, revelou o compromisso em investir números ousados nas plataformas de e-commerce.

A economia possui aspectos imprevisíveis e isso torna fundamental a eficiência e a rapidez na hora de buscar novos processos de implementação. A rede Barbosa Supermercados, que possui mais de 30 lojas na capital, Grande São Paulo e interior, investiu no segmento online ainda em 2016, muito antes de virar uma necessidade. A visão futurista proporcionou às lojas um salto maior a frente do comércio nos anos de 2020 e 2021, focando as aplicações em empresas de logística para otimizar o atendimento.

O resultado foi um crescimento de 10% nas compras realizadas pelo e-commerce no período de 1 de janeiro a 30 de junho de 2021. O que refletiu em 5% no aumento de faturamento de toda a rede.

“Os consumidores estão mais híbridos e mais atentos na hora de experimentar novos sistemas e plataformas, por isso é necessário ter muita paciência com os detalhes na hora de investir”, afirma Tatiane Oliveira, gerente de e-commerce. “A realidade é que o processo de compra online não irá substituir o físico, haja visto a quantidade das chamadas ‘lojas conceito’ que surgiram no último ano, mas os dois são complementares. A diferença é que o online traz facilidade e conforto na hora da compra”.

Além da loja virtual, a rede aprimorou o Barbosa Card com o aumento dos benefícios e abertura de diversas ações promocionais, além do espaço ‘Zap da Família’, que proporciona a lista de ofertas da semana pelo WhatsApp.

Assim como muitas das transformações no mercado essa tendência veio para ficar, mas não promete um crescimento acelerado para sempre. “A ruptura é algo que deve ser enfrentada como qualquer outro desafio do mundo digital. O segredo é sempre conciliar e atender as necessidades dos clientes online e dos físicos, mantendo o estoque de produtos e proporcionando uma entrega agilizada nos dois campos”, finaliza Tatiane Oliveira, gerente de e-commerce.

Notícias Relacionadas
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.