Puxadas por alimentos e bebidas, vendas da Unilever voltam a crescer no País

0 130

As vendas da Unilever no Brasil “voltaram a crescer” no terceiro trimestre de 2020, após uma desaceleração no segundo trimestre, com a demanda estimulada pelos pagamentos emergenciais feitos no país. As informações constam no relatório da administração da companhia, divulgado nesta quinta-feira com comentários sobre o desempenho no período de julho a setembro.

No documento, a Unilever não especifica quanto vendeu no Brasil, mas diz que o avanço foi de um dígito alto, puxado pelas vendas de alimentos e bebidas. A companhia é dona de marcas como Maizena e Hellmann’s

Em toda a América Latina, a receita da Unilever chegou a 1,5 bilhão de euros. As vendas ajustadas — indicador que desconsidera variações de moedas e resultados de aquisições — cresceram 2,1%. Globalmente, a receita da Unilever caiu 2,4%, para 12,9 bilhões de euros.

A desvalorização cambial prejudicou o resultado em 7,7%, enquanto as aquisições tiveram efeito positivo de 1,3%. As vendas ajustadas cresceram 4,4%, devido ao aumento nas divisões de produtos de higiene pessoal, de produtos de limpeza e de alimentos consumidos em casa. As vendas de sorvete e de produtos voltados para restaurantes seguiram em queda.

A maior parte da receita da Unilever (5,3 bilhões de euros) teve como origem a divisão de produtos de higiene e cuidado pessoal. As vendas do segmento cresceram 3,8% em termos ajustados. “A demanda por produtos de higiene das mãos permaneceu alta, embora ligeiramente abaixo dos níveis observados no segundo trimestre”, diz o relatório.

Fonte Valor Econômico
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.