Totvs – 728 x 90

Marcas acertam no tema e crescem no Youtube com a Copa do Mundo

0 428

Entre as marcas relacionadas à Copa do Mundo na Rússia, seja por meio da Seleção Brasileira ou da Fifa, aquelas que apostaram em campanhas com o tema ‘nação’ se deram bem com seus seguidores e cresceram suas bases de audiência no Youtube, segundo o levantamento da Airfluencers, empresa de inteligência em redes sociais e influenciadores.

O evento mundial requer planejamento e grandes investimentos em mídia, tanto que a AB InBev NV, detentora de parte da Ambev no Brasil, da qual Guaraná Antarctica faz parte, anunciou que faria a maior campanha publicitária de sua história em uma Copa do Mundo de futebol, ancorada na marca Budweiser. Da mesma forma, outras marcas fizeram relevantes investimentos para ganhar destaque no período.

Itaú e Nike criaram comerciais com o foco no torcedor brasileiro. A Coca-Cola, patrocinadora da Fifa, também investiu na temática torcedores, porém numa abrangência global, mas seu filme começa voltado aos brasileiros, resultando em 24% a mais de visualizações na plataforma do que o comercial de Guaraná Antarctica, que teve como personagem um jogador de futebol.

O Itaú criou um vídeo estrelado pelos cantores Thiaguinho, Anitta e Fabio Brazza. O comercial, até o dia 05 de julho, alcançou 46,6 milhões de visualizações. De acordo com a Airfluencers, a média de visualizações dos vídeos da marca nos últimos 90 dias é de 3,1 milhões, ou seja, o filme relacionado à Copa do Mundo resultou em um aumento de 1.387% em interação.

De acordo com Youtube ads leaderboard, entre os anúncios de vídeos globais, o Itaú está em primeiro lugar entre os mais populares relacionados ao futebol e ao entusiasmo internacional em torno da Copa do Mundo de 2018.

Segundo o levantamento da Airfluencers, desde o dia da postagem no canal no Youtube do banco, no dia 04 de junho, até o dia 05 de julho, a hashtag utilizada na campanha #mostratuaforça foi citada 97.384 mil vezes no Twitter, entre as 148.838 mil publicações analisadas pela empresa.

O canal Itaú no Youtube cresceu, nos últimos 90 dias, cerca de 18% o número de inscritos, o que representa 58.493 mil novos inscritos em um único mês.

A Coca-Cola, publicou seu comercial “Quem dá o gás para quem dá o gás?”, no dia 03 de junho e obteve 21,7 milhões de visualizações. O vídeo inicia com a torcida para a Seleção Brasileira e ressalta que essa é a Copa da virada. A média de visualização das postagens no Youtube da marca é de 591.863 mil, nos últimos três meses. Assim, a campanha gerarou um upgrade de 3.573% em interação. Hoje o canal já conta com 2,4 milhões de inscritos.

Já a Nike traz como protagonista o torcedor, mas os jogadores da seleção canarinho são muito presentes no filme. Desde o dia 03 de junho, “Vai na brasileiragem” obteve 20,7 milhões de visualizações no Youtube, enquanto a média do canal é de 9,9 milhões nos últimos três meses. Com o vídeo, a página teve um crescimento de 108% em interação, refletindo o fortalecimento da marca nessa rede social. Nos últimos 30 dias, o perfil conquistou 20.498 mil novos inscritos. Porém, o número de interação não foi tão elevado quanto as marcas que utilizaram como protagonistas em seus vídeos os torcedores.

O comercial da Guaraná Antarctica, publicado em 13 de junho no canal do Youtube, obteve até o dia 05 de julho 17,5 milhões de visualizações. Dessa forma, o vídeo rendeu 250% a mais de interação no canal, já que a média, em 90 dias, é de 5 milhões de visualizações.

O filme de Guaraná Antarctica é ainda o segundo no Youtube Ads Leaderboard entre os anúncios globais mais populares relacionados à Copa do Mundo de 2018, conquistando 31 mil curtidas – ficando atrás apenas da Nike A campanha da Coca-Cola, por exemplo, teve 5,9 mil curtidas na postagem do vídeo.

O trabalho em marketing de influência tem como o endosso a aproximação entre marca e consumidor. O que explica o fato das marcas que trouxeram como protagonistas a nação brasileira terem o maior número de interação. Além do valor de investimento, é importante avaliar quem protagonizará determinada campanha, o que pode gerar maior influência e impacto na audiência.

 

 

 

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.