Dona da Nutella não quer vender sua marca para Nestlé

0 32

“Nós nascemos de um negócio de família e pretendemos continuar assim”, afirmou Giovanni Ferrero, herdeiro e proprietário da Ferrero, a quarta maior empresa de doces do mundo, em uma rara entrevista concedida ao The Wall Street Journal na última sexta-feira (29).

Nos últimos tempos, a empresa foi sondada pela suíça Nestlé que, com a união, pretendia criar a maior fabricante de chocolate do mundo, e pela Mars, dona do M&M’s e Twix. Porém, o dono da Nutella disse não às gigantes e manteve a empresa, que fora criada por seu avô, Pietro Ferrero, com a família, há mais de 70 anos.

Fundada em 1942, a companhia é avaliada atualmente em 30 bilhões de dólares e tem 8% de participação no mercado mundial de chocolate, enquanto a terceira maior empresa do setor, Nestlé, possui 12%, segundo pesquisa da Euromonitor International, analista de mercado.

Apesar de distante dos concorrentes em relação aos números, Giovanni garante que não tem intenção de vender a empresa, ou maximizar a receita em curto prazo, como as companhias rivais.

De acordo com o herdeiro, os planos são outros: dobrar a companhia em um período de dez anos, sem pressão, a partir da expansão dos negócios na Ásia e nos Estados Unidos.

Enquanto se prepara para o novo desafio, a Ferrero segue no mercado com previsão de exceder 10,9 bilhões de dólares em vendas neste ano. 

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.