Varejo cresce após três meses de queda

0 41

As vendas no varejo brasileiro surpreenderam e subiram 0,5%  em maio sobre abril, interrompendo três meses de queda e registrando o melhor resultado desde novembro do ano passado, informa a Reuters.

Em abril, as vendas haviam recuado 0,4%sobre o mês anterior, em dado que não foi revisado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira, depois de terem caído também 0,4% e 0,1%, respectivamente em março e fevereiro.

Na comparação com maio de 2013, as vendas varejistas subiram 4,8%, desacelerando ante alta de 6,7%em abril na mesma base. Os números foram bem melhores do que as expectativas em pesquisa da Reuters, cujas medianas apontavam queda de 0,10% em maio sobre abril e alta de 3,55% na base anual.

Todas as atividades pesquisadas no varejo restrito tiveram alta na comparação mensal em volume de venda, com destaque para equipamentos e material para escritório, informática e comunicação e para outros artigos de uso pessoal e doméstico, ambas com alta de 2,4%, cada grupo.

Por outro lado, o volume de vendas no varejo ampliado, que inclui veículos e material de construção, registrou queda de 0,3% na base mensal, com recuo de 1,9% nas vendas de veículos e motos, partes e peças. O IBGE informou ainda que a receita nominal do varejo restrito subiu 1% em maio sobre abril e avançou 11,4%  cento na comparação com o mesmo período do ano passado.

O resultado surpreendente do varejo contrasta com a queda de 0,6% da produção industrial em maio, terceiro mês seguido no vermelho.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.