Cerca de 20 rótulos de azeite de oliva participarão da Envase Brasil

0 123

Setores relacionados a produção de vinhos, espumantes, sucos, cervejas, lácteos, cachaça e destilados estão contemplados na 14ª edição da Feira Envase Brasil, que ocorre em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, no final de março. Um dos nichos que terá espaço garantido é o mercado produtor de azeites: a Envase Brasil terá a presença de cerca de 20 rótulos gaúchos.

Esta é uma parceria com o Instituto Brasileiro da Olivicultura (Ibraoliva), que reitera a importância do território gaúcho para o plantio de Oliva, já que o Estado é o maior produtor de azeites do país. A Envase ocorre de 31 de março a 3 de abril no Pavilhão E da Fundaparque.

As marcas estarão dispostas em um espaço institucional que promoverá o setor, também as indústrias gaúchas e difundirá a técnica da olivicultura. Na noite do dia 31, em um evento promovido pela Envase, haverá um momento de networking entre os representantes de cada um dos rótulos na apresentação Salão do Azeite Gaúcho.

A Safra de Oliva começa oficialmente no Rio Grande do Sul em 6 de março em um evento que ocorrerá em Caçapava do Sul, promovido pelo Ibraoliva. Ainda que não exista uma projeção de quilos que poderão ser colhidos, sabe-se que a quantidade será reduzida em comparação aos últimos anos – porém, a qualidade dos azeites gaúchos não será afetada, garante o presidente do Ibraoliva, Paulo Marchioretto. “A quantidade não é relacionada ao manejo, que é o que diferencia e garante a qualidade do produto. Houve sim uma diminuição na produção de oliva em função das chuvas que ocorreram no mês de setembro nos municípios gaúchos, mas as plantas que conseguiram polinizar estão com excelente qualidade”, afirma Marchioretto. Isso ocorre após a excelente produção em 2019 que resultou em um volume recorde de 1,4 milhão de quilos de azeitona.

O Rio Grande do Sul tem hoje 35 marcas registradas de azeites de oliva, e expectativas extremamente positivas para os próximos anos. Isto porque o Estado passou de 80 hectares em 2005 para 6.000 mil hectares em 2020; e com projeção de chegar a 7 mil hectares no próximo ano, de acordo com Marchioretto. Ainda que os principais municípios produtores sejam Canguçu, Pinheiro Machado, Encruzilhada do Sul e Cachoeira do Sul, entre outros, o presidente afirma que há plantações que ganham forma na Serra Gaúcha, em municípios como Bom Jesus, Vacaria, Farroupilha, Caxias do Sul e até Bento Gonçalves – em sua maioria, são plantações em fase de experimentação.

A feira

Pelo menos 140 expositores e marcas de 12 países estão confirmados e a feira tem expectativa de movimentar R$ 100 milhões em negócios. Estima-se que 10 mil visitantes passem pela feira durante os quatro dias de evento.

Nascida para atender a demandas do setor vitivinícola no final da década de 1990, a Envase Brasil ganhou força ao longo dos anos e expandiu seu segmento de atuação. A programação para essa edição foi pensada nos mercados produtores de vinhos, espumantes, sucos, cervejas, lácteos, cachaça e destilados, azeites e água mineral. Mais informações em www.envasebrasil.com.br.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.