Mesmo com uso de máscaras, venda de batons cresce 200% durante pandemia em SP

0 228

A venda de cosméticos em geral no e-commerce de São Paulo aumentou durante a pandemia, mas a comercialização de batons disparou: houve alta de 200%, levando ao crescimento de 58% da receita, mesmo com a diminuição do valor do produto e com a utilização de máscaras para impedir a contaminação pelo novo coronavírus — o que poderia inibir o uso do produto para lábios.

Os dados foram apurados no levantamento realizado pela Corebiz e que tomou como base o período de 1º de março a 14 de junho. A pesquisa também mostra que a receita do setor de cosméticos cresceu 80% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Segundo a Corebiz, os dados também indicam que junho está apresentando o maior crescimento em relação ao ano passado, principalmente em consequência de um aumento no tráfego (64%) e no valor dos pedidos (17%).

O isolamento social também parece ter impulsionado a busca por produtos de cuidados com a pele (hidratantes, séruns, tônicos etc), com um aumento médio de 144% de 1º de março a 14 de junho.

Aumento em todo o país

Em todo o país, o comércio eletrônico de cosméticos registrou alta de 68% em receita na comparação com o mesmo período de 2019. Junho também está apresentando o maior crescimento em relação ao ano passado, resultado sobretudo do aumento de 56% no tráfego e de 22% no valor dos pedidos.

Em relação aos batons, houve aumento de 29% na receita e de 17% no volume de vendas, em razão da diminuição de 17% no valor médio. Ainda no período de 1º de março a 14 de junho, os dermocosméticos tiveram grande aumento na receita: 128%.

Para Renan Mota, fundador da Corebiz, os dados mostram um movimento consistente no crescimento do setor. “Com a pandemia, o e-commerce vence resistências e se apresenta como alternativa confiável para a comercialização de produtos em geral”, afirma.

Fonte e-commerce brasil
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.