Diretor confirma a SIAL Paris 2020 com medidas de proteção aos visitantes

0 68
Por Claudia Rivoiro

A próxima edição da SIAL Paris, agendada para o período de 18 a 22 de outubro próximo, na capital francesa, está mantida com todas as providências cabíveis para o momento. Segundo o diretor do evento, Nicolas Trentesaux, será uma oportunidade para toda a indústria compartilhar e desenvolver como será o mundo de amanhã: que comida para amanhã? Como podemos alimentar o planeta de maneira saudável e sustentável? Que equilíbrios devem existir entre globalização e regionalismo?

“Embora se faça perguntas compreensíveis sobre se poderemos nos encontrar daqui a vários meses, desejamos permanecer resolutamente otimistas e mobilizados para oferecer a nossas empresas o trampolim de exportação que tanto precisam para reavivar seus negócios. O governo francês já aprovou a retomada dos eventos a partir do início de setembro. Esta é uma boa notícia para a indústria de alimentos”, observou.

Para ele, embora a maioria das empresas tenha continuado a operar, elas foram enfraquecidas pela crise e precisam urgentemente se reconectar com suas redes comerciais em todo o mundo. “Portanto, continuamos ativamente nos preparando para os principais eventos da segunda metade do ano. Isso ainda nos dá tempo para acompanhar de perto como a pandemia evolui e à medida que desaparece gradualmente. Aconteça o que acontecer, esperamos poder apresentar, até meados de julho (o mais tardar três meses antes da exposição), uma programação completa do evento, a fim de dar a todos tempo suficiente para se organizarem”, acrescentou.

Medidas essenciais

“Estamos preparando cuidadosamente vários cenários diferentes de “saúde pública”para poder acolher todos em condições mais seguras. As medidas implementadas cumprirão naturalmente as regras oficiais e provavelmente evoluirão de acordo com as circunstâncias. Várias medidas estão sendo estudadas, algumas mais técnicas e ligadas ao gerenciamento rigoroso dos fluxos, outras mais visíveis e diretamente ligadas à implementação de gestos de barreira: uso de máscaras, lavagem sistemática das mãos (desinfetante para as mãos), desinfecção e ventilação de espaços, crachá digitalização, um pórtico para medir a temperatura”, explicou. Acrescentou ainda também estão estudando arranjos especiais para organizar degustações específicas para o setor como: porções e embalagens individuais, fatias sob demanda, caixotes de lixo hermeticamente fechados , entre outras medidas. Já o acesso ao centro de exposições (carros, táxis, RER) serão regidos pelas medidas adotadas pela autoridade regional da Ilha de França.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.