Bibi planeja expansão baseada na experiência da criança

O plano visa a implantação de 37 unidades, sendo 25 em território nacional e 12 no exterior

0 239

A rede varejista de calçados e acessórios infantis Bibi planeja abrir quase 40 lojas neste ano, todas repaginadas para seguir um novo conceito criado pela marca com foco na experiência do consumidor infantil. Duas unidades já passaram pelo retrofit: a do Shopping Iguatemi de Porto Alegre (RS) e a do Shopping Morumbi, em São Paulo (SP).

Entre os diferenciais das novas lojas, está, logo na entrada, uma réplica em tamanho grande de um modelo de tênis Roller, maior sucesso da marca, que já teve mais de 5 milhões de unidades vendidas. Na parte de dentro, as crianças encontram diferentes opções de entretenimento a depender da loja, como painel interativo de pinos, pula-pula e piscina de espuma.

A digitalização é outro foco da Bibi, que começou a trabalhar com o tema também e em 2020. Como ocorreu com várias marcas, esse processo foi acelerado pela pandemia de covid-19 – o engajamento das pessoas nas ferramentas aumentou e a marca passou a lançar mão também de live commerces.

A personalização dos produtos com o nome das crianças e a oferta de produtos com múltiplas funções, como a linha “multi way”, com produtos que se desdobram em tênis, papete e meia, são outras apostas recentes da Bibi com foco na experiência.

 

Planos até 2030 e resultados
Além do adensamento da marca nos principais mercados-alvo, fatores como a inovação, multicanalidade, transformação digital e sustentabilidade fizeram com que a Bibi registrasse um incremento de 40% no faturamento em 2021, se comparado a 2020.

Para este ano, a projeção é que haja um crescimento de, aproximadamente, 30% no faturamento anual tanto na indústria quanto na rede de loja.

Hoje, a rede Bibi conta com 17 operações fora do Brasil, em países como Peru, Equador, Guatemala e Chile, além de mais de 130 em território nacional. Uma das metas da empresa no mercado externo é chegar em 100 lojas em diferentes países da América Latina até 2030.

Para este ano, o plano de expansão visa a implantação de 37 unidades, sendo 25 em território nacional e 12 no exterior, para fechar o ano com mais de 180 pontos de venda exclusivos. A ideia é continuar os investimentos em inovação, em manufatura e na eficiência das lojas.

Apenas nos três primeiros meses de 2022, a franquia cresceu 75% em vendas na comparação com o mesmo intervalo do ano passado.

 

Modelos de negócios
A Bibi conta com dois modelos de negócios, o Standard e Light, de acordo com o perfil da cidade. Para quem deseja se tornar um franqueado, a Bibi disponibiliza dois modelos de negócios.

O formato de loja Standard, com investimento a partir de R$ 580 mil, foi criado para ser implantado em shopping centers de capitais e grandes metrópoles.

Já o conceito Light, com custo de R$ 450 mil, é indicado para cidades com, em média, 200 mil habitantes. Os valores de investimentos para as duas operações já incluem as instalações, soluções tecnológicas, primeiro estoque, capital de giro e taxa de franquia.

Bibi, foi fundada em 1949 e tem fábricas em Parobé (RS) e em Cruz das Almas (BA), produz mais de 2 milhões de pares ao ano. Presente em mais de 70 países nos cinco continentes, no Brasil está em mais de 3.500 mil pontos de venda multimarcas, além do e-commerce e de uma rede de franquias com mais de 140 lojas.

 

Fonte Mercado & Consumo
Notícias Relacionadas
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.