64% dos lojistas pretendem investir no próprio e-commerce durante a Black Friday

0 862

Pesquisa da Amazon em parceria com E-Commerce Brasil mostrou o planejamento dos lojistas brasileiros diante da Black Friday 2021.

72% afirmaram que vendem por intermédio de um e-commerce próprio. Além disso, 66% por marketplaces e 50% em lojas físicas.

Para os lojistas que pretendem ampliar os canais de venda na Black Friday de 2021, a pesquisa indagou quais serão usados: 28% pretendem investir em loja física, 64% em e-commerce próprio e 62% em marketplace.

No pico da Black Friday, 50% dos lojistas responderam que preferem gerir seu canal próprio e marketplaces com estratégias semelhantes (mesmo sistema de entregas e uso de integração).

Além disso:

  • 16% Gerir seu canal próprio e marketplaces com estratégias diferentes (diferentes sistemas de entrega e faturamento, etc);
  • 16% Gerir apenas seu canal próprio online;
  • 6% Gerir apenas marketplaces.

 

A maior parte dos lojistas acredita que venderá mais na Black Friday de 2020:

  • 38% entre 10% e 20% a mais;
  • 28% entre 20% e 40% a mais;
  • 8% entre 40% e 60% a mais;
  • 8% entre 60% e 100%.

Os lojistas também foram questionados sobre os processos terceirizados atualmente na operação. 44% afirmaram que terceirizam a logística e 40% a tecnologia e o desenvolvimento da plataforma.

20% terceirizam a estratégia e a performance, enquanto 12% o fazem para o atendimento ao cliente e 4% para o financeiro.

38% dos respondentes levam em consideração os serviços oferecidos (logística, sistemas e ferramentas) ao escolher um parceiro para expandir o e-commerce.

Já para 26% o mais importante é o custo. 18% levam em consideração a quantidade de acessos no site e 14% preferem se for uma plataforma simples e rápida.

Fonte: E-Commerce Brasil

Fonte e-commerce Brasil
Notícias Relacionadas
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.