52% dos consumidores pretendem presentear parceiros no Dia dos Namorados

0 45

Segundo pesquisa realizada pelo Google com 400 respondentes, 52% das pessoas pretende ir às compras para o Dia dos Namorados. Para auxiliar o mercado no entendimento do momento de compra de seu público, a pesquisa identificou também que 62% dos entrevistados estão em algum tipo de relacionamento, nas categorias da pesquisa: relacionamento casual (6%), noivado (8%), casamento (43%) ou namoro (44%). Entre os namorados, 76% têm até três anos de relacionamento, e entre os casados, 69% estão juntos há mais de cinco anos.

O tempo de relacionamento é um aspecto decisivo na definição das suas estratégias de vendas, uma vez que influencia diretamente na escolha e na forma de pesquisa dos consumidores. A estratégia para casais de namorados deve levar em consideração que eles têm menor tempo de relacionamento e buscam conquistar a parceira ou parceiro com o presente, além de tentar diversificar no presente. Chocolates e flores despontam como a maior intenção de compra nesta categoria de relacionamento, com 33% das respostas. Já entre os casados, o tempo de relacionamento tende a ser maior, e os cônjuges já se conhecem melhor, o que culmina em uma escolha mais criteriosa, com menor quantidade e maior qualidade. Para a maioria dos entrevistados entre os casados (27%), itens de moda, como roupas, calçados e demais acessórios, figuram entre os mais procurados. Confira algumas dicas de como aumentar suas vendas neste Dia dos Namorados com base nestes dados.

Oportunidade para o pequeno varejo

Segundo a pesquisa, no dia dos namorados não há uma grande marca que domina a data. O consumidor tende a pensar em presentes de diferentes setores, como cosméticos, chocolate e eletrônicos. Isso mostra um grande espaço para construção de novas marcas, e uma oportunidade para o micro e pequeno varejo. “Acima de tudo, o consumidor quer praticidade na hora de escolher o presente. É uma oportunidade valiosa para as floriculturas de bairro, os microempreendedores confeiteiros, o comércio local como um todo. Essas lojas possuem uma localização privilegiada, o cliente pode sair do trabalho e comprar o presente antes do jantar, por exemplo. O pequeno varejo precisa estar preparado, com um estoque em dia, e uma boa comunicação para o evento”, comenta Tiago Vailati, CEO da Hiper, empresa da Linx especializada em desenvolver soluções para gestão do micro e pequeno varejo.

Cuidado com a inadimplência

Apesar da oportunidade em aumentar as vendas, um cuidado que micro e pequenos empreendedores precisam ter é com a inadimplência, problema que atinge 5,3 milhões deste público, de acordo com o Serasa Experian. Para garantir mais segurança, há ferramentas acessíveis disponíveis para este setor. “O micro e pequeno empreendedor hoje tem disponíveis diferentes tecnologias de cobrança que vão do e-mail, SMS a um robô que faz ligações”, explica Diego Contezini, vice-presidente da Asaas, empresa de gestão de pagamentos que reduz em 50% a inadimplência de empreendedores e autônomos. O aplicativo Asaas vai além da geração de boletos. “Ele ajuda a economizar tempo na gestão de cobranças, e assim, tarefas que eram feitas em uma hora podem ser realizadas em cinco minutos”, completa Diego.

E-commerce ganha espaço entre os casais

Cerca de um terço das pessoas ouvidas na pesquisa pretendem comprar o presente do Dia dos Namorados na internet, seja em sites ou aplicativos de e-commerce. Por essa razão, na semana da data, o download de aplicativos de varejistas em geral aumenta 7% – e especificamente no caso de varejistas de moda, o avanço é de 10%. Para que esse movimento reverta em vendas, é preciso assegurar o funcionamento das plataformas online. “Neste período, o número de acessos tende a exceder a curva. É importante que o lojista tenha certeza de que o servidor que hospeda o e-commerce esteja preparado para suportar estes picos sem problemas de queda ou lentidão”, diz Luiz D’Elboux, diretor de marketing da HostGator. Para os consumidores digitais, um diferencial é a entrega. A pesquisa indica que ganha a preferência quem oferece frete grátis em prazos de até 3 dias. Para fazer frente à agilidade exigida pelos consumidores, uma opção é oferecer o serviço de “clique-e-retire-em-loja”. “Pode ser um fator decisivo na hora da compra. A retirada em loja não só é útil em datas especiais, como é uma das tendências para o e-commerce”, diz D’Elboux.

Fonte e-commerce News
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.