Varejo – Newtrade https://newtrade.com.br Fri, 23 Oct 2020 20:54:38 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=5.5.1 https://newtrade.com.br/wp-content/uploads/2017/03/favicon-newtrade.png Varejo – Newtrade https://newtrade.com.br 32 32 Newbasca realiza live de negócios e convenção online em Brasília https://newtrade.com.br/publieditorial/newbasca-realiza-live-de-negocios-e-convencao-online-em-brasilia/ https://newtrade.com.br/publieditorial/newbasca-realiza-live-de-negocios-e-convencao-online-em-brasilia/#respond Fri, 23 Oct 2020 20:53:58 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1029910

A Agência Newbasca realizou no último dia 21 mais um evento de sucesso: agora para o Atacado Estrela, localizado na cidade de Ceilândia, no DF

O post Newbasca realiza live de negócios e convenção online em Brasília apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

A Agência Newbasca realizou no último dia 21 mais um evento de sucesso: agora para o Atacado Estrela, localizado na cidade de Ceilândia, no DF. 

O desafio do Atacado era a realização de um encontro comercial tanto com seus clientes quanto com sua equipe de vendas de forma online. 

Para isso, a Agência planejou um evento híbrido que iniciou como uma Live de Negócios e encerrou com uma grande Convenção de Vendas online.

 

A Convenção de Vendas online teve como slogan “Somos Mais” e também marcou o aniversário de 10 anos da Distribuidora. 

Além de contar com todos os representantes e clientes em sua região de atuação, houve ainda a participação da professora Tania Miné, especialista em trade marketing que preparou um material personalizado para o varejo de vizinhança. Tudo aconteceu de forma interativa e online com a diretoria do Atacado Estrela. 

Todo o conceito criativo, plano de comunicação, equipe operacional de áudio e vídeo, transmissão e conexão foi gerenciada pela Agência Newbasca, tanto em São Paulo quanto no Distrito Federal. 

Para conhecer mais sobre o evento, acesse o link no youtube : https://www.youtube.com/watch?v=lQmzBSFRc2c

O post Newbasca realiza live de negócios e convenção online em Brasília apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/publieditorial/newbasca-realiza-live-de-negocios-e-convencao-online-em-brasilia/feed/ 0
CyberCook, do Carrefour, lança índice para falar sobre desperdício de alimentos https://newtrade.com.br/varejo/cybercook-do-carrefour-lanca-indice-para-falar-sobre-desperdicio-de-alimentos/ https://newtrade.com.br/varejo/cybercook-do-carrefour-lanca-indice-para-falar-sobre-desperdicio-de-alimentos/#respond Fri, 23 Oct 2020 11:01:15 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1029887

Ferramenta aponta que, desde o início de 2020, aproximadamente R$ 2 milhões teriam sido economizados com o reaproveitamento total dos alimentos utilizados nas receitas do site

O post CyberCook, do Carrefour, lança índice para falar sobre desperdício de alimentos apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

Falar sobre alimentação saudável e a importância de não desperdiçar alimentos tem sido uma agenda importante e necessária, seja no setor privado, público ou social. Cada vez mais, empresas e entidades governamentais e sociais têm se unido para que o acesso a uma alimentação básica e de qualidade seja universal. Um dos resultados destes esforços aconteceu no último dia 9 de outubro, quando o Programa Mundial de Alimentação da Organização das Nações Unidas (PMA/ONU) recebeu o Prêmio Nobel da Paz pelos esforços da entidade na luta contra a fome.

E nesse contexto,  o CyberCook traz à tona a discussão sobre desperdício de alimentos nos lares e lança o Índice Aproveitômetro, que consegue mensurar o valor economizado em cada preparo e, desta forma, quantificar o desperdício dos alimentos que sobram das receitas. De janeiro a setembro, o valor economizado com o reaproveitamento de ingredientes que sobraram do preparo de receitas seria de aproximadamente R$ 2 milhões. A ferramenta se integra ao recurso “Aproveite o que sobrou”, que ajuda a encontrar novas receitas para transformar sobras de ingredientes que não foram utilizados em novos preparos.

De acordo com uma pesquisa da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), o Brasil desperdiça 23,6 milhões de toneladas de alimentos por ano, gerando um prejuízo de mais de R$ 3 trilhões anuais.

 

“Nós temos uma premissa muito forte aqui no CyberCook: reaproveitar ao máximo o alimento. Nós percebemos que nos últimos tempos, o desperdício de alimentos dentro dos lares tem crescido e a ideia de criar o Índice Aproveitômetro e mostrar para as pessoas o quanto isso impacta na vida delas, não só jogar um alimento fora, mas, também, financeiramente. Queremos mostrar que é possível cozinhar bem, aproveitar os ingredientes ao máximo e, ainda, economizar”, diz Alexandre Canatella, CEO do CyberCook e Diretor de Negócios Digitais do Carrefour Brasil.

Entre os meses de março a setembro de 2020, por exemplo, já com as medidas de isolamento e, por consequência, mais pessoas cozinhando em casa, a economia seria de cerca de R$ 1,7 milhão, um crescimento de mais de 125% em relação a dezembro de 2019, em mais de 94 mil buscas de ingredientes. Para chegar a esse valor, o CyberCook faz um levantamento a cada três meses e utiliza as informações das buscas feitas no site – em cada receita há o custo total e o valor de todos os ingredientes. Se todas as receitas buscadas fossem efetivamente feitas e seus ingredientes utilizados na totalidade, esse seria o valor economizado.

“Toda nossa decisão de alimentação impacta uma cadeia e o desperdício pode ter uma responsabilidade nos lares que muitos não observam. Essa ferramenta é uma resposta a isso, já que é possível acompanhar a evolução deste quadro nos lares”, explica Alexandre Canatella, CEO do CyberCook.

 

O post CyberCook, do Carrefour, lança índice para falar sobre desperdício de alimentos apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/varejo/cybercook-do-carrefour-lanca-indice-para-falar-sobre-desperdicio-de-alimentos/feed/ 0
Clube de assinatura: modalidade deve chegar a 75% das empresas em 2023 https://newtrade.com.br/varejo/clube-de-assinatura-modalidade-deve-chegar-a-75-das-empresas-em-2023/ https://newtrade.com.br/varejo/clube-de-assinatura-modalidade-deve-chegar-a-75-das-empresas-em-2023/#respond Fri, 23 Oct 2020 10:44:59 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1029882

Hoje, o mercado mundial de assinaturas correspondem a 18% do total do valor por cartão de crédito no mundo e a tendência é de que, em 2023, 75% das empresas oferecerão assinaturas

O post Clube de assinatura: modalidade deve chegar a 75% das empresas em 2023 apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

Os clubes de assinatura são opções para construir uma relação duradoura com o consumidor. Hoje existem inúmeros tipos de clubes de assinatura que assinamos sem perceber. Serviços de streaming de música e vídeo, supermercado e até contas do dia a dia são alguns exemplos.

“A assinatura aumenta o amor pelas marcas com as quais nos relacionamos, com acesso a conteúdo e bens físicos, que nos ajudam a nos sentir mais próximos e felizes”, afirma Guilherme Almeida, head de e-commerce da Nestlé, durante o Grocery&Drinks.

Hoje, o mercado mundial de assinaturas correspondem a 18% do total do valor por cartão de crédito no mundo e a tendência é de que, em 2023, 75% das empresas oferecerão assinaturas, segundo o executivo.

“Nos Estados Unidos, quase 80% dos millennials e 90% dos nascidos na geração Z têm algum tipo de assinatura, pois para eles é melhor ter acesso ao serviço sem precisar comprá-lo. Não precisa mais comprar para usufruir”, explica Almeida.

Principais modelos de clubes de assinatura
Caixas

“Geralmente são voltadas para um nicho, com curadorias que podem ser para abastecer a casa, mas em geral são destinadas a descobrir algo novo, como cervejas ou vinhos. O clienye assina por mês e recebe algo escolhido por alguém. É bem bacana porque a pessoa pode se tornar um entendedor do tema”, diz Almeida.

Associado

“Aqui o foco é reduzir custos para ter acesso a coisas exclusivas, como frete grátis e descontos. A Amazon tem 100 milhões de usuários no mundo, e os assinantes do Prime gastam quatro vezes mais que o consumidor habitual da empresa”, analisa.

Assine e economize

“Você escolhe o item e a periodicidade do serviço. Há pelo menos 400 mil usuários no Brasil, onde 15% dos shoppers têm algum tipo de assinatura”, afirma Almeida.

Assinatura de mídia e streaming

“É a forma de assinar para ter acesso a conteúdo e geralmente é disponibilizado em algum aplicativo”, segundo o executivo.

Assinatura digital

“É uma forma de ter acesso a produtos digitais, como o LinkedIn, Tinder etc. Esse tipo de assinatura tende a crescer bastante”, aposta.

SaaS (Software as a service)

Segundo Almeida, é a aquisição de software sem adição de compra, como Photoshop. “Não precisa mais comprar aquele CD para ter a posse do serviço. Agora, o cliente paga uma anuidade para ter acesso sobre aquele pacote”, explica.

 

O post Clube de assinatura: modalidade deve chegar a 75% das empresas em 2023 apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/varejo/clube-de-assinatura-modalidade-deve-chegar-a-75-das-empresas-em-2023/feed/ 0
Comércio eletrônico deve chegar a 11% de participação no mercado https://newtrade.com.br/varejo/comercio-eletronico-deve-chegar-a-11-de-participacao-no-mercado/ https://newtrade.com.br/varejo/comercio-eletronico-deve-chegar-a-11-de-participacao-no-mercado/#respond Fri, 23 Oct 2020 10:41:41 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1029880

Dados da Compre & Confie indicam que no terceiro trimestre deste ano o e-commerce já ultrapassou toda a receita do ano passado

O post Comércio eletrônico deve chegar a 11% de participação no mercado apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

Para o Goldman Sachs, a retomada das operações nas lojas físicas e as menores restrições à mobilidade devem representar uma desaceleração “apenas marginal” para o comércio eletrônico no terceiro trimestre deste ano. O banco revisou suas estimativas para o e-commerce brasileiro e projeta crescimento de 53% em 2020, ante 43% das projeções anteriores, o que representa participação de 11% em todo o varejo do país.

De acordo com relatório divulgado nesta quarta-feira (21), os dados de aplicativos das varejistas caminham para uma aceleração de 84% no número de downloads, após passarem quatro semanas em alta de 64%. “Essa aceleração pode sugerir um desvio da consistente tendência de desaceleração observada nos meses de julho a setembro”, afirmam os analistas.

Dados da Compre & Confie indicam que no terceiro trimestre deste ano o e-commerce já ultrapassou toda a receita do ano passado, o que, segundo o Goldman Sachs, deve representar uma alta de pelo menos 40% em relação ao mesmo trimestre de 2019.

O aplicativo Americanas, da B2W, registrou uma aceleração nas duas últimas semanas, enquanto o aplicativo do Mercado Livre teve taxas de crescimento “voláteis” e se tornou o terceiro da categoria mais baixado neste ano, ultrapassando Casas Bahia, da Via Varejo.

Prime Day

Já os apps da Amazon e do Magazine Luiza se destacaram no final de semana de 11 de outubro. Para o Goldman Sachs, o app da Amazon se beneficiou da temporada de promoções do Prime Day, enquanto o Magalu trabalhava com uma base de comparação mais baixa.

Apps de beleza

Segundo estimativas do Goldman Sachs, os downloads de aplicativos do segmento de beleza estão voláteis, com crescimento de 111% entre 28 de setembro e 11 de outubro. Um exemplo é o aplicativo do Boticário, que “seguiu uma tendência similarmente volátil com um crescimento relativo muito mais lento”, apesar de ter avançado mais de 100%. Já o aplicativo da Natura mantém patamar estável, enquanto o da Raia Drogasil segue em queda após atingir um pico de downloads em agosto.

Moda

No vestuário de moda, a C&A Brasil possui o aplicativo mais baixado no último ano, mas registrou desaceleração na última semana, de 512% para 412% de alta. As Lojas Renner “permanecem voláteis, com tendências inconsistentes”.

O post Comércio eletrônico deve chegar a 11% de participação no mercado apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/varejo/comercio-eletronico-deve-chegar-a-11-de-participacao-no-mercado/feed/ 0
O que o brasileiro mais comprou no Amazon Prime Day (e o que o evento diz sobre a Black Friday) https://newtrade.com.br/varejo/o-que-o-brasileiro-mais-comprou-no-amazon-prime-day-e-o-que-o-evento-diz-sobre-a-black-friday/ https://newtrade.com.br/varejo/o-que-o-brasileiro-mais-comprou-no-amazon-prime-day-e-o-que-o-evento-diz-sobre-a-black-friday/#respond Fri, 23 Oct 2020 10:31:08 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1029873 material escolar

Produtos mais vendidos no evento de descontos da Amazon refletem mudanças de hábitos do brasileiro na pandemia

O post O que o brasileiro mais comprou no Amazon Prime Day (e o que o evento diz sobre a Black Friday) apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
material escolar

O Amazon Prime Day 2020, tradicional evento de descontos da gigante americana de comércio eletrônico, aconteceu em 19 países na última terça e quarta-feira (13 e 14). Esse saldão rendeu para a Amazon — especialmente no Brasil, onde o Prime Day aconteceu pela primeira vez.

A quantidade de produtos comprados por aqui nas primeiras 24 horas foi maior do que a registrada pela Amazon no Brasil durante a Black Friday de 2019. As ofertas do Prime Day são exclusivas para assinantes do Amazon Prime — assinatura de R$ 9,90 por mês, que inclui frete grátis e acesso a filmes e séries, música, livros e jogos —, o que torna a comparação com a Black Friday ainda mais surpreendente.

“[Os membros Prime] deram início à temporada de compras mais importante do comércio brasileiro”, afirmou em comunicado Alex Szapiro, diretor brasileiro da Amazon.

O Prime Day apresentou bons resultados mesmo em meio a uma pandemia por atender um público de classe média alta, na visão do economista da FGV André Braz.

“Famílias com esse poder aquisitivo ficaram com um orçamento um pouco mais folgado nos últimos meses. As saídas de final de semana foram impossibilitas, desde o cinema, até a pequena viagem. Ficar em casa construiu espaço para esse público aumentar a poupança ou comprar bens duráveis.”

O Amazon Prime é um gasto mensal, ainda que o valor da assinatura possa ser considerado baixo. Assim, há uma diferença de público em relação à mais democrática Black Friday. A sexta-feira de descontos se tornou a segunda data mais importantes para o comércio brasileiro, apenas atrás do Natal.

Mas há dúvidas sobre como a pandemia pode afetar as vendas da edição de 2020 do evento. “O volume de vendas da Black Friday não depende apenas da classe média alta. Por incluir classes de menor poder aquisitivo, não deve ter a mesma expressão dos últimos anos”, opina Braz.

Mas, afinal, no que o brasileiro estava de olho no Prime Day? Eletrônicos, moda e livros dominaram o faturamento dos vendedores parceiros da Amazon. Veja os destaques entre os itens mais vendidos por categoria durante o Amazon Prime Day 2020 no Brasil:

Casa e cozinha

As vendas refletem o desejo de arrumar a casa e cozinhar durante a pandemia. A espátula de Inox para massas e legumes da Mimo Style; o kit com esponjas e limpa telas da Flash Limp; o organizador de peças íntimas da Euro; e o faqueiro de inox da Tramontina estão entre os itens mais vendidos do Amazon Prime Day 2020.

Casa e ferramentas

Compõem a lista de produtos mais vendidos a Smart Lâmpada Wi-Fi Positivo Casa Inteligente; o produto multiuso WD-40 Spray; a Piscina 1.000 Litros Mor; e a Parafusadeira/Furadeira com 50 Acessórios e Maleta da marca Black+Decker.

Bens de Consumo

Os bens de consumo com maior sucesso no Amazon Prime Day refletem diferentes necessidades que surgiram com a pandemia. O detergente em pó para máquina lava-louças da Finish Advanced e o desinfetante da Lysoform servem para cuidar da casa. Já o creme preventivo de assaduras da Desitin e as toalhas umedecidas da Cuidado & Carinho são para a higiene dos filhos.

Dispositivos Amazon

Os produtos mais vendidos foram os assistentes inteligentes Echo Dot 3ª Geração e Echo Show 5. Completa a lista o leitor de livros digitais Kindle Paperwhite.

Entretenimento e esportes

Jogos de PlayStation 4 não poderiam faltar: o mais vendido foi The Last of Us Part II. Mas outras grandes compras dentro de entretenimento refletem a necessidade de se afastar das telas eletrônicas, como os quebra-cabeças Vamos Viajar? e 1000 peças. Em esportes, destaque para o tapete de yoga em EVA da Muvin.

Livros

As obras mais buscadas na temporada de descontos foram “Mais esperto que o Diabo: O mistério revelado da liberdade e do sucesso”; “Nassim Nicholas Taleb – Kit exclusivo Amazon”; e “O poder da ação.”

Papelaria e Eletrônicos

Nos eletrônicos, dominaram a Smart TV Monitor 24″ LED LG; a câmera de segurança Intelbras Wi-Fi; e o smartphone Positivo Q20. Em papelaria, a campeã foi a caneta marca texto da Faber-Castell.

Moda

As máscaras back off, da Lupo, foram um destaque de venda. Os outros produtos adquiridos na categoria de moda também refletem a mudança de hábitos. Com as medidas de isolamento mantendo as pessoas dentro de casa por mais tempo, cuecas boxer da Mash, chinelos da série Simpsons, fabricados pela Havaianas e o kit com bermudas da Polo Marine também estiveram entre os itens mais vendidos.

Histórico do Amazon Prime Day

O Prime chegou ao país em setembro do ano passado, trocando uma mensalidade de R$ 9,90 por frete grátis, entrega em um dia útil e acesso a filmes e séries, músicas, livros e jogos. No mundo todo, o Amazon Prime conta com mais de 150 milhões de assinantes.

Já o Amazon Prime Day 2020 foi introduzido em 2015 para impulsionar as vendas durante o verão no Hemisfério Norte. Normalmente ocorre em julho, mas foi adiado para 13 de outubro neste ano por conta da pandemia.

O post O que o brasileiro mais comprou no Amazon Prime Day (e o que o evento diz sobre a Black Friday) apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/varejo/o-que-o-brasileiro-mais-comprou-no-amazon-prime-day-e-o-que-o-evento-diz-sobre-a-black-friday/feed/ 0
Black Friday de 2020: essas são as tendências mais importantes https://newtrade.com.br/varejo/black-friday-de-2020-essas-sao-as-tendencias-mais-importantes/ https://newtrade.com.br/varejo/black-friday-de-2020-essas-sao-as-tendencias-mais-importantes/#respond Thu, 22 Oct 2020 13:18:11 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1029862

Encontrar boas ofertas e comprar produtos por preços baixos continuam sendo os grandes motivadores de compra e 54% dos brasileiros irão aproveitar a data

O post Black Friday de 2020: essas são as tendências mais importantes apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

A Black Friday de 2020 será diferente dos anos anteriores. O canal digital volta a ganhar mais importância para as compras, como uma volta às origens da data promocional no país. Além disso, com as finanças mais apertadas, o consumo na Black Friday deve encolher. Só 54% dos brasileiros irão comprar algo na data, queda de 8 pontos em relação ao ano anterior, de acordo com pesquisa feita pelo Google.

A pesquisa foi encomendada pelo Google e realizada pela Provokers com 1.500 pessoas de todas as regiões do Brasil, homens e mulheres de 18 a 54 anos, das classes ABC e com acesso a internet, entre 14 e 21 de setembro, 2020.

Esperando preços mais baixos, seis a cada 10 brasileiros declararam que irão aguardar a Black Friday para comprar um produto que pretendem adquirir nos próximos 6 meses. Encontrar boas ofertas e comprar produtos por preços mais baixos continuam sendo os grandes motivadores de compra. As principais motivações observadas durante a pandemia, como necessidade, indulgência e entretenimento, seguem presentes neste ano.

Entre as motivações estão: ter o prazer de encontrar boas ofertas e fazer bons negócios, para 57%; comprar algum produto que não puderam comprar antes por questões financeiras para 49%; conseguir comprar algum produto que gosto/tenho vontade de ter para 41% e repor algum produto para 34%.

As 10 categorias com maior intenção de compra declaradas foram:

  • Celulares (38%)
  • Eletrodomésticos (30%)
  • Informática (28%)
  • Roupas Femininas (28%)
  • TV (26%)
  • Roupas (24%)
  • Eletroportáteis (24%)
  • Perfumes (24%)
  • Tênis (22%)
  • Móveis (22%)

 

Neste ano, algumas categorias aceleradas pela pandemia seguem fortes para a data, como Móveis, Brinquedos, Games e Imóveis. Por outro lado, passagens aéreas, serviços financeiros e planos de celular são as que mais perdem relevância neste ano.

As buscas no Google também apontam para um comportamento de espera para a compra na Black Friday para Celulares e Eletrodomésticos, que estão com interesse mais elevado que seu histórico, mas ainda abaixo do pico da última Black Friday. Já Informática e Móveis, que passaram por forte aceleração durante a pandemia e registraram buscas no Google acima dos patamares da Black Friday de 2019, devem continuar fazendo parte das necessidades e desejos do consumidor.

Lojas físicas vs. Comércio eletrônico

Ao chegar no Brasil, a Black Friday começou com grande força nas vendas pela internet, embora nos últimos anos tenha ganhado grande relevância nos meios físicos. Em 2019, pela primeira vez as compras feitas nas lojas físicas se igualaram às feitas virtualmente, segundo uma pesquisa feita pelo Google.

Já este ano, a nova edição da pesquisa aponta para uma volta aos canais digitais. Cerca de 40% dos consumidores irão comprar exclusivamente no digital, um aumento de 7% em relação à 2019, indicando que os consumidores que ainda não se sentem seguros para comprar nas lojas físicas devem migrar para o e-commerce. Já a porcentagem dos consumidores exclusivos das lojas físicas se mantém estável (26% neste ano e 27% em 2019).

Aqueles que pretendem compram em ambos os canais representam 34% dos consumidores, uma queda em relação aos 40% no ano passado – na edição de 2019, os consumidores omnicanal haviam sido os mais presentes.

Independente do canal de compra, 82% dos brasileiros vão pesquisar on-line antes de comprar. E as buscas já começaram para 41% dos consumidores, um número que sobe para 62% quando somados aqueles que declaram começar as pesquisas cerca de um mês antes da data. Entre as categorias, passagens, pacotes de internet, serviços financeiros e games se destacam por sua forte presença on-line. Por outro lado, alimentos e bebidas, veículos e moda terão maior relevância no off-line.

Os aplicativos de varejistas têm ganhado cada vez mais importância dentro da jornada de compra: 70% já possuem o aplicativo da loja preferida no seu smartphone. Além disso, oito em cada 10 declaram que o usam como fonte de consulta e 64% também concluem as compras nos apps além de fazer consultas. Entre os que vão comprar on-line na Black Friday, 59% pretende comprar via aplicativos.

O post Black Friday de 2020: essas são as tendências mais importantes apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/varejo/black-friday-de-2020-essas-sao-as-tendencias-mais-importantes/feed/ 0
Falta de cerveja nos supermercados é a mais alta em dois anos https://newtrade.com.br/varejo/falta-de-cerveja-nos-supermercados-e-a-mais-alta-em-dois-anos/ https://newtrade.com.br/varejo/falta-de-cerveja-nos-supermercados-e-a-mais-alta-em-dois-anos/#respond Thu, 22 Oct 2020 13:03:41 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1029859

Estudo Neogrid demostra crescimento da ruptura da cerveja durante a quarentena, chegando em 15,7% no mês de agosto

O post Falta de cerveja nos supermercados é a mais alta em dois anos apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

Em estudo desenvolvido pela Neogrid, empresa especializada na sincronização automática da cadeia de suprimentos, o índice de ruptura, que mede a falta de produtos nos supermercados brasileiros, encerrou agosto com 12,08%. Em março, no início da quarentena, o índice era 11,41% e chegou a 12,57% em maio e desde então só vem caindo.

“A tendência é que isso vá se normalizando, mas os números ainda apontam que os índices são altos”. Explica Robson Munhoz, vice-presidente Latina America, da Neogrid. “É importante que a indústria e o varejo estejam compartilhando informações para que os desafios não sejam ainda maiores na cadeia de abastecimento. Senão ninguém ganha o jogo”, afirma.

O estudo também chama atenção para um dos itens mais apreciados pelos brasileiros, a cerveja. A ausência de algumas marcas nas prateleiras já foi notada pelos consumidores. O índice de ruptura que em 2019 era de cerca de 10%, neste ano chegou a 16%, segundo o monitoramento da Neogrid.

De acordo com Robson Munhoz, a explicação para a alta ruptura da cerveja está na cadeia produtiva, mais especificamente, no fornecimento de vidro e lata para a confecção das embalagens. “Não estamos falando em desabastecimento. Há falta de algumas marcas. Se falta embalagem não tem como produzir e vender cerveja no mercado. “, comenta.

O post Falta de cerveja nos supermercados é a mais alta em dois anos apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/varejo/falta-de-cerveja-nos-supermercados-e-a-mais-alta-em-dois-anos/feed/ 0
Grupo Muffato ganha prêmio de design https://newtrade.com.br/varejo/grupo-muffato-ganha-premio-de-design/ https://newtrade.com.br/varejo/grupo-muffato-ganha-premio-de-design/#respond Thu, 22 Oct 2020 12:56:05 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1029856

Super Muffato Santa Felicidade é premiado com o “Oscar do design”

O post Grupo Muffato ganha prêmio de design apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

O Super Muffato Santa Felicidade, inaugurado em abril deste ano em Curitiba, acaba de ganhar um prêmio que pode ser classificado como um “Oscar do design”: o Muse Design Awards 2020 Gold Winner. Inovadora, a loja conceito do Grupo Muffato conquistou o troféu de maior valor do design internacional na categoria “comercial”.

A agência de comunicação estratégica “Opus Design” desenvolveu o projeto reconhecido internacionalmente.

O diretor do Grupo Muffato, Everton Muffato, comemora a conquista e lembra que a loja foi concebida dentro dos mais altos padrões de inovação e excelência arquitetônicas, inaugurando um novo tempo no design dos supermercados brasileiros. “É um novo conceito no cenário supermercadista do País. O prêmio Muse Design Awards Gold Winner, indicador de qualidade respeitado no mundo todo, é um reconhecimento de imenso valor para nós”, afirma. “Pretendemos seguir na vanguarda do setor, trazendo para o Brasil as melhores experiências para nossos clientes”, completa.

A arquiteta Kátia Bello, diretora da Opus Design, diz que a ideia foi criar um layout orgânico, gerando uma jornada de consumo sensorial e surpreendente para o cliente. “Utilizamos o conceito ‘loja dentro da loja’, valorizando os produtos e amplificando a exposição. O diferencial desse layout é a integração da tecnologia com a experiência humana, agregando formas eficazes de operação do supermercado”, afirma. O layout foi pensado no ser humano, diz a arquiteta, “o que trouxe um grande diferencial à loja nesse momento de novas relações de consumo, em que se pede uma experiência segura e relevante nos espaços físicos”, diz.

O post Grupo Muffato ganha prêmio de design apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/varejo/grupo-muffato-ganha-premio-de-design/feed/ 0
Grupo Big projeta expansão do atcarejo Maxxi e clube de compras Sam`s https://newtrade.com.br/varejo/grupo-big-projeta-expansao-do-atcarejo-maxxi-e-clube-de-compras-sams/ https://newtrade.com.br/varejo/grupo-big-projeta-expansao-do-atcarejo-maxxi-e-clube-de-compras-sams/#respond Thu, 22 Oct 2020 12:30:48 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1029854

A empresa é dona das marcas Big, Big Bompreço, Super Bompreço, Nacional, Mercadorama, TodoDia, Maxxi Atacado, Sam’s Club, Posto Big e Posto Big Bompreço.

O post Grupo Big projeta expansão do atcarejo Maxxi e clube de compras Sam`s apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

O Grupo Big começa a avançar na sua abertura de capital no país vendendo a tese aos investidores de que conseguiu transformar a operação num negócio rentável em dois anos, mas que, para avançar num plano de crescimento, precisa evoluir mais rápido no atacarejo e com o seu modelo digital – algo ainda em fase inicial e mais avançado nos rivais GPA e Carrefour.

Em prospecto preliminar do Big divulgado na noite de segunda-feira, há dois destaques centrais: os números da empresa, até então grande dúvida entre os concorrentes, e o histórico de transações que o Big trará com seu atual sócio, o Walmart nos EUA, como royalties a serem pagos e pagamentos aos ex-controladores da compra da rede, em 2018.

Sobre os números, a empresa menciona “sinais de virada” em 2019, fala em “histórico bem-sucedido de reformulação e conversão de lojas”, o que levou a empresa a ser uma geradora de caixa. De janeiro a setembro o grupo apresentou lucro líquido de pouco mais de R$ 3 bilhões, ante um prejuízo de R$ 80 milhões um ano antes. O ganho de 2020 teve impacto direto do reconhecimento de ativo fiscal diferido.

Em termos de projetos, chama a atenção o mencionado potencial para abertura de 340 unidades do Sam’s Club e Maxxi Atacado até 2030, sendo 125 do clube de compras e 215 do atacarejo. Ainda há um plano de implementar, em 23 imóveis (dos 184 próprios da rede) operações imobiliárias.

A empresa é dona das marcas Big, Big Bompreço, Super Bompreço, Nacional, Mercadorama, TodoDia, Maxxi Atacado, Sam’s Club, Posto Big e Posto Big Bompreço.

O plano do Big é acelerar a expansão orgânica, com novas lojas de Sam’s Club e Maxxi Atacado, e reformular a estratégia de supermercados. Após a compra da operação pela Advent em 2018, o novo comando reduziu o número de hipermercados, transformando parte no Maxxi e Sam’s.

 

 

 

O post Grupo Big projeta expansão do atcarejo Maxxi e clube de compras Sam`s apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/varejo/grupo-big-projeta-expansao-do-atcarejo-maxxi-e-clube-de-compras-sams/feed/ 0
Supermercados continuam contratando https://newtrade.com.br/varejo/supermercados-continuam-contratando/ https://newtrade.com.br/varejo/supermercados-continuam-contratando/#respond Thu, 22 Oct 2020 10:40:51 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1029845

Em setor de grande diversidade de gênero, mulheres lideram as contratações em seis dos oito meses de 2020

O post Supermercados continuam contratando apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

Em agosto, o varejo alimentar paulista criou 2215 vagas – número 78,7% superior ao mesmo mês em 2019 (1239). A Associação Paulista de Supermercados (APAS) destaca que a geração líquida de emprego formal até agosto não era tão boa desde 2014. Com o resultado mensal, o saldo atual do setor é de 1069 novas vagas (já descontando as demissões e vagas fechadas).

Entre os canais de compra que mais contrataram em agosto está o atacado, com 843. Em segundo, os minimercados (654), seguido por supermercados (555) e, por último, os hortifrutis, com 163 vagas. A APAS destaca que em seis dos oito meses de 2020 o número de mulheres contratadas foi superior ao de homens. Atualmente, elas representam 47% dos empregos. O setor varejista alimentar emprega mais de 548 mil em todo estado.

Em agosto, os supermercados em todo Brasil criaram 5630 vagas. O estado de São Paulo ficou em primeiro lugar, representando 39,3% dos empregos. “Os números são bons para o setor que durante a pandemia precisou criar os próprios protocolos de segurança e contratar colaboradores fora do grupo de risco para prestar um serviço essencial para a população. Os supermercados devem contratar ainda mais de agora para o fim do ano, é um movimento natural do setor”, explica o presidente da APAS, Ronaldo dos Santos.

 

O post Supermercados continuam contratando apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/varejo/supermercados-continuam-contratando/feed/ 0