Não categorizado – Newtrade https://newtrade.com.br Mon, 18 Feb 2019 16:34:37 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=5.4.1 https://newtrade.com.br/wp-content/uploads/2017/03/favicon-newtrade.png Não categorizado – Newtrade https://newtrade.com.br 32 32 Primeira loja física da Mobly está em construção https://newtrade.com.br/nao-categorizado/primeira-loja-fisica-da-mobly-esta-em-construcao/ https://newtrade.com.br/nao-categorizado/primeira-loja-fisica-da-mobly-esta-em-construcao/#respond Mon, 18 Feb 2019 16:34:37 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1013278

A empresa deseja se posicionar e estar preparada para a retomada do mercado imobiliário e do consumo no Brasil a partir de 2019.

O post Primeira loja física da Mobly está em construção apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

O e-commerce de móveis Mobly terá sua primeira loja física, que já está em construção. O local terá 5 mil metros quadrados e ficará localizado na zona sul de São Paulo. A loja seguirá o estilo da rede varejista brasileira Tok & Stok e da sueca Ikea, com ambientes decorados.

A Mobly também possui três centros de distribuição em construção, nos estados de Santa Catarina, Pernambuco e Minas Gerais. O objetivo é encurtar o prazo de entrega. A empresa tem capital aberto na Alemanha e fechou 2018 com faturamento aproximado de 300 milhões de reais.

A empresa deseja se posicionar e estar preparada para a retomada do mercado imobiliário e do consumo no Brasil a partir de 2019.

O post Primeira loja física da Mobly está em construção apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/nao-categorizado/primeira-loja-fisica-da-mobly-esta-em-construcao/feed/ 0
Yoki distribuirá 3 mil kits durante a 2° edição Rappi Hour https://newtrade.com.br/nao-categorizado/yoki-distribuira-3-mil-kits-durante-a-2-edicao-rappi-hour/ https://newtrade.com.br/nao-categorizado/yoki-distribuira-3-mil-kits-durante-a-2-edicao-rappi-hour/#respond Mon, 28 Jan 2019 14:15:31 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1012527

Na compra de bebidas via plataforma, consumidores da capital paulista receberão kit especial para o Happy Hour

O post Yoki distribuirá 3 mil kits durante a 2° edição Rappi Hour apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

Após a primeira edição que distribuiu 2 mil kits com snacks, a Yoki anuncia a segunda edição da ação em parceria com o Rappi. A partir do dia 30/01, os 3 mil clientes que fizerem pedidos de bebidas via aplicativo, apenas na capital de São Paulo, irão receber snacks Yoki na Faixa.

O kit “Rappi Hour Yoki” que acompanhará o pedido é composto por amendoim, pipoca e Yokitos da Yoki. A ativação faz parte do posicionamento de marca Viva as Suas Raízes, lançado no último mês e que tem como objetivo celebrar a relação afetiva dos brasileiros com a comida.

O post Yoki distribuirá 3 mil kits durante a 2° edição Rappi Hour apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/nao-categorizado/yoki-distribuira-3-mil-kits-durante-a-2-edicao-rappi-hour/feed/ 0
Sebrae e OAB firmam acordo para garantir direitos dos pequenos negócios https://newtrade.com.br/nao-categorizado/sebrae-e-oab-firmam-acordo-para-garantir-direitos-dos-pequenos-negocios/ https://newtrade.com.br/nao-categorizado/sebrae-e-oab-firmam-acordo-para-garantir-direitos-dos-pequenos-negocios/#respond Thu, 07 Jun 2018 10:36:39 +0000 https://newtrade.com.br/?p=67410

Para Guilherme Afif Domingos, o acordo fará com que as micro e pequenas empresas tenham assegurado o tratamento diferenciado, como determina a Constituição Federal

O post Sebrae e OAB firmam acordo para garantir direitos dos pequenos negócios apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

O Sebrae e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) assinaram na terça-feira (5), um acordo para que seja assegurado o tratamento diferenciado e simplificado para os pequenos negócios, que são garantidos pela Constituição Federal. Entre as medidas a serem adotadas pelas duas instituições, está a criação de uma comissão mista de monitoramento e análise de temáticas legais que impactem nas MPE em nível federal e nos Estados e municípios, quando viável.

“Estamos dando um valor muito grande a essa aliança que será uma marquise protetora para caso aconteça de algum legislador não saber do diferencial que são os pequenos negócios”, afirmou o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, depois de assinar o acordo, junto com o presidente do Conselho Federal da OAB, Cláudio Lamachia, e os diretores do Sebrae, Heloisa Menezes, e Vinícius Lages. “Este acordo começa por aqui e se estenderá por estados e municípios”, acrescentou Afif, ressaltando a importância dos pequenos negócios para o desenvolvimento do País.

Segundo Lamachia, a OAB deverá criar uma comissão especial, formada de representantes das duas instituições, para atender as micro e pequenas empresas. “Vamos incentivar, cada vez mais, parcerias com o Sebrae para se mostrar como se trabalha não apenas em prol dos pequenos negócios, mas também pela sociedade”, afirmou o presidente da OAB, ressaltando que o acordo também deverá ser estendido à Seccionais da Ordem nos estados e municípios.

Sebrae e OAB já trabalharam juntos em defesa dos direitos das micro e pequenas empresas. Em 2016, foi ajuizada pelas duas instituições uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), contra a derrubada da cobrança da substituição tributária do comércio eletrônico. A parceria foi vitoriosa e resultou numa liminar contra a decisão do Confaz.

Atualmente, tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) uma outra ADI que trata da substituição tributária do diferencial das alíquotas dos optantes do Simples. Tanto o presidente do Sebrae como o da OAB concordaram sobre a necessidade de uma reforma tributária que beneficie os pequenos negócios, inclusive os advogados. “Vamos colocar a reforma tributária em nossa pauta”, afirmou Lamachia.

O acordo – O acordo tem como objetivo a conjugação de esforços entre o Sebrae e a OAB na realização de ações conjuntas para a atuação institucional para garantir o tratamento diferenciado e simplificado pelo Poder Público, conforme determina a Constituição Federal. Além disso, a atuação conjunta vai aproximar os profissionais, empresas e operadores do Direito da realidade e necessidades cotidianas e estruturais das micro e pequenas empresas brasileiras. Em especial, quando houver a necessidade de interposição de medidas judiciais diante da não aplicação do preceito constitucional.

A OAB vai atuar conjuntamente com o Sebrae no monitoramento e na análise sobre a legislação vigente sobre os pequenos negócios no Brasil. A intenção é aprimorar os parâmetros para construção, revisão e adequação das normas legais de interesse das MPE, o que garantirá o desenvolvimento, regularização e fortalecimento de microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte. As ações serão detalhadas em planos de trabalho.

O post Sebrae e OAB firmam acordo para garantir direitos dos pequenos negócios apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/nao-categorizado/sebrae-e-oab-firmam-acordo-para-garantir-direitos-dos-pequenos-negocios/feed/ 0
Em congresso, Krones expõe as tendências no mercado de bebidas https://newtrade.com.br/nao-categorizado/em-congresso-krones-expoe-as-tendencias-no-mercado-de-bebidas/ https://newtrade.com.br/nao-categorizado/em-congresso-krones-expoe-as-tendencias-no-mercado-de-bebidas/#respond Tue, 17 Apr 2018 15:56:57 +0000 https://newtrade.com.br/?p=66161

O encontro ocorre duranta a Envase Brasil a partir das 15 horas, no Auditório 1.

O post Em congresso, Krones expõe as tendências no mercado de bebidas apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

A Krones do Brasil vai participar, no dia 27 de abril, do Envase Experience, congresso que será realizado ao longo da feira Envase Brasil, no parque de eventos de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul. Ayrton Irokawa, gerente comercial da Krones do Brasil, vai ministrar uma palestra sobre o mercado de bebidas, com ênfase para bebidas saudáveis e tendências de embalagem. O encontro ocorre a partir das 15 horas, no Auditório 1.

Em seu painel, Ayrton abordará diferentes temas que estarão interconectados. Um deles é o crescimento das embalagens para produtos saudáveis e a identificação do consumidor em relação a estes produtos, com uma breve abordagem comparativa entre as soluções de envase asséptico a frio, o enchimento a quente (hotfill) e os sistemas tradicionais com conservantes.

“Desejamos expor também as tendências em novos produtos, como os refrigerantes sem conservantes com base em suco natural, os chás com gás, as bebidas à base de proteínas, chás com fitoterápicos, e novidades em sucos, além da apresentação de produtos premium”, afirma Ayrton Irokawa, da Krones. A palestra vai abrir espaço ainda para debates sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), em que as fabricantes de bebidas precisam ter foco na logística reversa e em outras práticas sustentáveis, não somente para cumprir leis, mas para atender às futuras demandas de seus clientes.

A Krones também marcará presença em toda a Envase Brasil, entre os dias 24 e 27 de abril, das 14 às 21 horas. A feira é voltada à apresentação de tecnologia, produtos e serviços para as indústrias de cerveja, vinho e espumante, suco, refrigerante, água mineral, cachaça e destilados, laticínios e derivados. Esta é a segunda vez que a Krones participa como expositora na Envase Brasil – a primeira foi na edição de 2016.

Em seu estande, de 40 metros quadrados, localizado entre as ruas E e F, executivos da empresa receberão os convidados para apresentar as inovações da Krones em envase, embalagem, processos, válvulas, entre outras tecnologias. Destaque também para os projetos turn-key, ou seja, soluções integradas para diferentes segmentos de mercado, como cerveja e vinho, e as tecnologias disponíveis para empresas com pequenas e médias produções.

Para quem quiser adiantar o credenciamento para a Envase Brasil, o cadastro para visitantes é gratuito e pode ser feito aqui. No site www.envasebrasil.com.br, há também mais informações sobre a feira. Se precisar de orientações da Krones para participar do evento, escreva para faleconosco@krones.com.br.

Envase Brasil | Embala Sul

Falta pouco para que as portas das feiras Envase Brasil | Embala Sul sejam abertas ao público. As feiras, simultâneas, acontecem de 24 a 27 de abril no Parque de Eventos, em Bento Gonçalves – RS e são estratégicas para todos os elos da cadeira do setor de bebidas, máquinas, insumos, tecnologia, serviços e equipamentos para o mesmo. Além de vinhos e espumantes, setores como o de microcervejarias, lácteos, sucos e refrigerantes também somam sua participação na Envase Brasil | Embala Sul.

A Envase, com 20 anos de existência nasceu na raíz do setor vitivinícola e ao longo dos anos estendeu sua atuação e abrangência. A Embala Sul é uma das novidades deste ano. A feira que ganhou notoriedade no Nordeste do Brasil tem uma estreia no Sul do país já marcada pelo grande número de empresas expositoras.

Durante os eventos acontecerão ainda workshops com foco nos segmentos de vinhos, espumantes, sucos e cervejarias, além da conferência de segurança de alimentos, com foco na cervejaria artesanal.

Envase Brasil | Embala Sul
Data: de 24 a 27 de abril de 2018, das 14h às 21h
Local: Parque de Eventos de Bento Gonçalves – RS
Informações: (11) 5572 1221 ou (54) 3452 9136
queroexpor@wordpress-356950-1108361.cloudwaysapps.com

O post Em congresso, Krones expõe as tendências no mercado de bebidas apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/nao-categorizado/em-congresso-krones-expoe-as-tendencias-no-mercado-de-bebidas/feed/ 0
Analistas já preveem inflação em 3,5% https://newtrade.com.br/nao-categorizado/analistas-ja-preveem-inflacao-em-35/ https://newtrade.com.br/nao-categorizado/analistas-ja-preveem-inflacao-em-35/#respond Mon, 12 Mar 2018 16:01:35 +0000 https://newtrade.com.br/?p=65072 Inflação

Com alimentos mais baratos, IPCA subiu 0,32% em fevereiro, menor nível para o mês em 20 anos; taxa acumulada em 12 meses é de 2,84%

O post Analistas já preveem inflação em 3,5% apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
Inflação

Os alimentos voltaram a ficar mais baratos em fevereiro, compensando parte do impacto do reajuste das mensalidades escolares no orçamento das famílias. A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 0,32%, o resultado mais baixo para o mês em quase duas décadas, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Tecnologia educação

A taxa acumulada em 12 meses voltou a arrefecer, alcançando 2,84%, menor resultado para o mês e ainda mais baixo que o piso de 3% da meta de inflação perseguida pelo Banco Central. Diante dos dados da inflação de fevereiro, economistas se apressaram em reduzir as previsões para o IPCA deste ano. O BBM reviu sua projeção de 3,6% para 3,5% para a inflação fechada de 2018. O Departamento Econômico do Bradesco cortou sua estimativa de 3,9% para 3,5%, enquanto o banco UBS Brasil reduziu de 3,7% para 3,6%.

A confirmação do cenário inflacionário benigno fortaleceu a expectativa de economistas por mais um corte na taxa básica de juros na reunião deste mês do Comitê de Política Monetária e ampliou a percepção de que o ciclo de redução pode ser estendido. O analista Tiago Souza, coordenador de pesquisa do Banco BBM, acredita ser “bem provável” um corte de 0,25 ponto porcentual na Selic este mês, para 6,5% ao ano. “Acredito que já está dado”, disse ele, acrescentando que o Banco Central (BC) pode deixar ainda a porta aberta para um eventual novo recuo na taxa básica de juros na reunião de maio.

Na avaliação de Fernando Gonçalves, gerente na Coordenação de Índices de Preços do IBGE, as taxas de inflação em patamares baixos ainda refletem as quedas nos preços dos alimentos. Em fevereiro, os gastos com alimentação e bebidas recuaram 0,33%, ajudando a conter a inflação em 0,08 ponto porcentual. As famílias pagaram menos pelas carnes, frutas, alho, cenoura, batata-inglesa, açúcar e tomate, entre outros itens importantes da cesta básica. Nos 12 meses encerrados em fevereiro, os alimentos consumidos em casa acumularam uma queda de preços de 3,81%.

Recuperação. De acordo com Gonçalves, o efeito da demanda sobre a inflação é mais espalhado e difícil de medir, mas ele avalia que os componentes essenciais para a recuperação da demanda das famílias ainda estão no início. “O índice de desemprego ainda está alto, mesmo com as pessoas começando a se recolocar no mercado via informalidade. A renda está começando a se recompor, mas ainda é tímida a recuperação. O que fica mais evidente de perceber é o efeito da deflação de alimentos durante vários meses ao longo de 2017”, avaliou o gerente do IBGE.

A inflação de serviços, que apresenta influência da demanda, acelerou de 0,16% em janeiro para 0,74% em fevereiro, pressionada pelos reajustes nas mensalidades escolares realizados no início do ano letivo. Apesar do avanço, a taxa acumulada pela inflação de serviços em 12 meses desceu para 4,20%, o patamar mais baixo da série histórica iniciada em dezembro de 2012.

Segundo o IBGE, em época de dinheiro curto, a população deixa de consumir serviços supérfluos para investir nas prioridades. Mesmo os reajustes das mensalidades escolares subiram menos este ano. A alta de 3,89% nas despesas das famílias com Educação em fevereiro foi a menos acentuada para o mês em uma década.

O post Analistas já preveem inflação em 3,5% apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/nao-categorizado/analistas-ja-preveem-inflacao-em-35/feed/ 0
Essa dupla transformou um estoque encalhado em um negócio de R$ 24 milhões https://newtrade.com.br/nao-categorizado/essa-dupla-transformou-um-estoque-encalhado-em-um-negocio-de-r-24-milhoes/ https://newtrade.com.br/nao-categorizado/essa-dupla-transformou-um-estoque-encalhado-em-um-negocio-de-r-24-milhoes/#respond Mon, 04 Dec 2017 11:04:07 +0000 https://newtrade.com.br/?p=60707

Criada há menos de cinco anos para vender acessórios de celular para pequenos varejos, a I2GO já ultrapassa 10 mil pontos de venda no Brasil

O post Essa dupla transformou um estoque encalhado em um negócio de R$ 24 milhões apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

Quer uma capinha?”, pergunta Marcelo Castro, fundador da I2GO em parceria com o amigo de infância Daniel Doho, fazendo piada com a primeira tentativa frustrada da dupla de realizar o sonho de montar um negócio próprio em parceria. Trocar o emprego formal e investir um bom dinheiro em algo aparentemente promissor –como a venda de capinhas de celulares importadas em meio ao boom dos smartphones, no início da década -e constatar, um ano depois, que ele não deslancharia, é um risco inerente ao empreendedorismo, como aprenderam a duras penas.

Mas, melhor do que assistir à derrocada do negócio foi agir rapidamente para reinventá-lo, e então descobrir que a nova ideia seria um sucesso bastante lucrativo. É este o caso da I2GO (uma combinação de “I”, de IPhone, e “2GO”, algo como “seguir em frente”, em inglês), empresa de acessórios para celulares como cabos, carregadores e baterias que, em menos de cinco anos, faturou R$ 24 milhões.

Eis o segredo do sucesso: esses acessórios, importados da China com certificação da Apple, podem ser encontrados em displays de acrílico dispostos em mais de 10 mil pontos de venda espalhados pelo Brasil, como lojas de conveniência de postos de gasolina, farmácias e livrarias. Há até vending machines da I2GO, em shoppings e outros varejistas.

De acordo com Castro, o modelo foi criado com base na premissa de que esse tipo de produto deveria estar disponível onde o consumidor mais precisasse, a caminho de uma viagem, rumo a uma reunião de negócios ou…até mesmo na padaria. “A bateria do celular acabou, ele está sem carregador… Mas quando vai abastecer, encontra o nosso display”, diz, lembrando que a expectativa é fechar 2017 com 15 mil pontos de venda, e faturamento batendo na casa dos R$ 40 milhões.

Para dar conta do reabastecimento dos displays, com kit vendido a R$ 1 mil para os lojistas, a I2GO possui um estoque central em Jandira, no interior paulista, e outros nove, de menor porte, em vários cantos do Brasil. “Temos vendedores que tomam conta dos clientes de cada região”, afirma.

Negócio da China?

Mas até chegar ao sucesso com a I2GO, foi preciso que Marcelo, engenheiro diplomado pela universidade de Michigan, e Daniel, oriundo do mercado financeiro, aprendessem com os erros para dar uma reviravolta nos negócios. A primeira tentativa frustrada de empreender nasceu da importação de US$ 100 mil em capinhas de celulares de uma famosa marca japonesa de acessórios de tecnologia.

Para vendê-las, abriram quiosques em shoppings de São Paulo, no Guarujá, um e-commerce e… voilà: o sonho de empreender tinha se realizado. Só que não: por serem produtos com “prazo de validade”, ou seja, que mudavam a cada modelo lançado, os amigos concluíram que a ideia não era tão boa. A empreitada, que começou em 2012, durou cerca de um ano. “Como é um produto que tem que girar rápido, começamos a ficar estocados”, conta. “Então bateu um desespero, porque estoque parado é o mesmo que perder dinheiro.”

O resultado é aquele que já se esperava: capinhas e mais capinhas encalhadas na sede da empresa –o que explica o humor de Marcelo relatado no início desta reportagem. “Temos capinhas para o Samsung S3, mas ele já está no modelo S8. Não poderia dar certo, mesmo”, diverte-se. “Sabíamos que havia risco, mas nosso erro foi basear um plano de negócios em um resultado muito superior ao realizado”, diz.

Mas, quem tem o empreendedorismo na veia não desiste: em vez de gastar tempo reavaliando como vender o estoque velho, os dois sócios decidiram explorar novas frentes – no caso, a venda de acessórios realmente essenciais, como os a que I2GO vende hoje. Também pesquisaram o mercado americano, de onde trouxeram a ideia do modelo de display.

Hoje, a I2GO emprega mais de uma centena de funcionários, além de onze colaboradores de um escritório na China, que ajudam a desenvolver e testar o padrão de qualidade dos produtos. A qualidade, aliás, é um dos quesitos essenciais no negócio da empresa, cujos produtos têm certificações internacionais, como o CE (espécie de Inmetro da Europa), FCC (dos EUA), ROHS (internacional de meio ambiente) e da própria Apple. “O importante é isso: se a gente se esforça para que o nosso cliente abra a carteira, queremos que ele se sinta 100% satisfeito”, afirma Marcelo. Vai uma capinha aí?

 

O post Essa dupla transformou um estoque encalhado em um negócio de R$ 24 milhões apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/nao-categorizado/essa-dupla-transformou-um-estoque-encalhado-em-um-negocio-de-r-24-milhoes/feed/ 0
Pesquisa aponta a importância da rolha de cortiça https://newtrade.com.br/nao-categorizado/pesquisa-aponta-importancia-da-rolha-de-cortica/ https://newtrade.com.br/nao-categorizado/pesquisa-aponta-importancia-da-rolha-de-cortica/#respond Fri, 20 Oct 2017 16:36:54 +0000 https://newtrade.com.br/?p=58641

Mais do que vedante ela propicia sensações multissensoriais no consumidor

O post Pesquisa aponta a importância da rolha de cortiça apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

A rolha de cortiça é mais do que um simples vedante. Esta conclusão estava na ponta da língua de todos os participantes do evento Neuroenological Tasting: The Grand Cork Experiment, conduzido pela Bompas & Parr, em colaboração da Apcor com a expert em experiências multissensoriais inglesa. O evento se realizou no bairro londrino do Soho e teve como objetivo a realização de uma pesquisa do psicólogo e professor Charles Spence, do Crossmodal Research Laboratory da Universidade de Oxford.

“É impossível não sorrir quando ouvimos o espocar de uma rolha”, diz Sam Bompas, que, junto com Harry Parr, levaram conceitos de marketing e arquitetura para suas performances relacionadas com alimentos em todo o mundo. Os participantes do Neuroenological Tastingforam levados a uma sala confortável, onde tomaram contato com as qualidades da cortiça ao som de música agradável. Levados a outra sala, puderam conhecer a cortiça em estado puro, como a casca do Quercus suber (o sobreiro), tocá-la, cheirá-la, observa seu comportamento físico. Do tato à audição, da visão ao olfato e ao paladar, o participante pôde conhecer a cortiça em seus aspectos ecológicos, assim como de sua ligação histórica com o vinho.

Expectativa positiva da cortiça

A percepção positiva da rolha não é um fenômeno isolado nem criado a partir de uma experiência sensorial apenas. Ao contrário, ela reforça o que as pesquisas dizem: o consumidor entende que um vinho com rolha de cortiça tem mais qualidade. Na China, levantamento mostrou que 96,8% dos consumidores acreditam que a cortiça melhora o vinho, em um país em que 95% dos melhores vinhos à venda no mercado são fechados com rolha de cortiça. Na Espanha, 95% dos consumidores preferem seus espumantes fechados com rolha de cortiça também. O instituto Opinion Way, em apuração realizada junto aos consumidores franceses, no primeiro semestre de 2017, apontou que 83% deles preferem seus vinhos fechados com rolhas de cortiça.

O experimento conduzido pelo professor Charles Spence, da Universidade de Oxford, pretendia saber se o que ouvimos pode nos influenciar a formar uma expectativa. No caso, tratou-se de saber, por meio de um estímulo sonoro, como o espocar de uma rolha de cortiça, era capaz de trazer sensações imediatas. Para tanto, usou dois vinhos de qualidade semelhante, cujos rótulos estavam encobertos, que ora estavam numa garrafa com rolha de cortiça, ora estavam numa garrafa com rosca de alumínio (screw cap). Se, no início, o som era o único estímulo, o visual (a abertura da garrafa na frente dos participantes) também foi incorporado na fase seguinte.

 

Cortiça: bom humor e celebração

Ao todo, foram 140 participantes, de faixa etária abrangente (18-25, 25-35, 35-45 e mais de 45 anos de idade). No grupo havia de leigos aos que se consideravam bons conhecedores. Tanto no teste sonoro, como no que incluiu o visual, a maioria apontou o vinho da garrafa com rolha de cortiça como de melhor qualidade (mesmo quando os tipos de abertura foram invertidos, sem conhecimento deles, obviamente).

Em resposta à questão sobre a preferência pelo tipo de fechamento de garrafa, 113 disseram preferir cortiça, 13 optaram pela screw cap e 14 não souberam responder. Outro resultado relevante da pesquisa foi a associação do espocar da rolha não só com a qualidade, mas com o tipo de humor e o clima de celebração. A cortiça remete à celebração, conforme atestou a pesquisa quando perguntou qual dos vinhos provados eram mais apropriados às festividades. Quando perguntados se, naquele momento, estavam propensos à celebração, o som da rolha de cortiça foi fator de influência no comportamento e na resposta dos participantes.

EVENTO

Na próxima edição da Envase Brasil | Brasil Alimenta + Embala Sul o tema Rolha de Cortiça entre outros, será debatido. Confira abaixo:
A Envase Brasil | Brasil Alimenta + Embala Sul acontecem de 24 a 27 de Abril de 2018, das 14h às 21h, no Parque de Eventos de Bento Gonçalves/RS
Estimativa de Visitantes: 12.000
Número de Empresas Expositoras: 160
Principais Atrações Paralelas: Encontro Produtor; Envase EXperience; Espaço Queijos & Cia; Conferência de Segurança de Alimentos

O post Pesquisa aponta a importância da rolha de cortiça apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/nao-categorizado/pesquisa-aponta-importancia-da-rolha-de-cortica/feed/ 0
TOTVS cresce 8% em receita recorrente no 2T17 https://newtrade.com.br/nao-categorizado/totvs-cresce-8-em-receita-recorrente-no-2t17/ https://newtrade.com.br/nao-categorizado/totvs-cresce-8-em-receita-recorrente-no-2t17/#respond Thu, 03 Aug 2017 14:54:35 +0000 https://newtrade.com.br/?p=41998 TOTVS

Companhia somou R$ 363 milhões no trimestre impulsionada pelo modelo de venda por subscrição, que cresceu 36,4%

O post TOTVS cresce 8% em receita recorrente no 2T17 apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
TOTVS

A TOTVS, líder no desenvolvimento de soluções de negócio no Brasil, anuncia hoje os resultados do segundo trimestre de 2017. A receita recorrente da companhia registrou aumento de 8% na comparação com 2T16 e totalizou R$ 363 milhões. A evolução da receita recorrente também contribuiu para a elevação da receita líquida em 1,0% em relação ao mesmo período de 2016, que totalizou R$ 551 milhões no trimestre.

A receita de software cresceu 6,6% sobre o mesmo período do ano anterior, totalizando R$ 367 milhões. Esse resultado reflete a combinação do crescimento de 1% do modelo de licenciamento, que compreende as receitas de licenças e manutenção, e da aceleração do crescimento ano contra ano de subscrição pelo sexto trimestre consecutivo, que foi de 36,4% no período. Essa aceleração resultou, essencialmente, do crescimento das vendas a clientes novos de médio e pequeno portes, especialmente na modalidade TOTVS Intera, que completou dois anos do seu lançamento nesse trimestre.

Já a receita de hardware cresceu 3,5% em relação ao 2T16 e totalizou mais de R$ 61 milhões no 2T17. A alta foi impulsionada pelo crescimento de 8,9% das vendas de soluções de automação não fiscais, que representaram 74,9% da receita de hardware do trimestre. Vale destacar que algumas dessas soluções, como o Bemacash, funcionam também como componentes de IoT que capturam dados que são utilizados no desenvolvimento de algoritmos e aplicações utilizados na plataforma de Inteligência Artificial Carol, lançada em junho de 2017.

“Esses resultados mostram que estamos no caminho certo na nossa transição para a subscrição e na promoção da transformação digital em nossos clientes com soluções de negócio especializadas e plataformas de produtividade, colaboração, Internet das Coisas e agora de inteligência artificial, com a Carol”, destaca Gilsomar Maia, CFO e diretor de Relações com Investidores da TOTVS.

O EBITDA ajustado do 2T17 totalizou R$ 82 milhões, ante R$ 97 milhões no 2T16. A margem EBITDA ajustada foi de 14,9%, redução de 290 pontos base ano contra ano. A redução do EBITDA ajustado e da margem EBITDA ajustada é explicada, principalmente, pelo menor resultado de serviços do período, consequência principalmente da redução do ritmo de vendas de projetos de maior porte em períodos anteriores.

O post TOTVS cresce 8% em receita recorrente no 2T17 apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/nao-categorizado/totvs-cresce-8-em-receita-recorrente-no-2t17/feed/ 0
Stanford abre inscrições para novo programa de bolsas de US$750 milhões https://newtrade.com.br/nao-categorizado/stanford-abre-inscricoes-para-novo-programa-de-bolsas-de-us750-milhoes/ https://newtrade.com.br/nao-categorizado/stanford-abre-inscricoes-para-novo-programa-de-bolsas-de-us750-milhoes/#respond Fri, 28 Jul 2017 14:00:20 +0000 https://newtrade.com.br/?p=41694 Programa de bolsas

O objetivo é selecionar a cada ano 100 estudantes de diversos países e formações, que demonstrem habilidades de liderança e alto desempenho

O post Stanford abre inscrições para novo programa de bolsas de US$750 milhões apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
Programa de bolsas

 

A Universidade de Stanford lançou um programa de bolsas de estudo para seus cursos de pós-graduação – em todas as áreas. O Knight-Hennessy Scholars vai disponibilizar um total de 750 milhões de dólares em apoio financeiro – sendo o maior programa de bolsas já financiado por doações. As inscrições para a primeira turma, de 2018, vão até 27 de setembro.

O objetivo é selecionar a cada ano 100 estudantes de diversos países e formações, que demonstrem habilidades de liderança e alto desempenho. Para a primeira edição do programa, porém, serão disponibilizadas 50 vagas. Podem se candidatar estudantes interessados em qualquer mestrado ou doutorado oferecidos pelas escolas de negócios; ciências da terra, do meio ambiente e energia; educação; engenharia; humanidades; direito e medicina – todas ranqueadas entre as melhores do mundo em suas áreas.

O que a bolsa oferece
A bolsa cobrirá todas as despesas do estudante durante seu período de estudos em Stanford – incluindo os custos de anuidade da instituição; alojamento e alimentação dentro do campus; livros e equipamentos de pesquisa e estudos; seguro saúde; despesas de viagem de ida e volta para Stanford; transporte local e um valor para despesas pessoais.

Os bolsistas serão alojados no campus de Stanford e terão acesso à recém-inaugurada Denning House – prédio da Universidade que possuirá salas de aula, salas de reunião, auditório e um espaço de jantar e convivência. Além disso, os Knight-Hennessy Scholars também terão acesso a treinamentos de liderança, mentoria com profissionais experientes em suas áreas e atividades práticas de aprendizado.

Para se candidatar
Para ser selecionado para o programa Knight-Hennessy, os estudantes devem enviar duas candidaturas separadas: uma para o programa de pós-graduação à sua escolha e outra para a bolsa. Só serão elegíveis à bolsa os candidatos que forem aprovados para a pós-graduação em Stanford.

A admissão aos cursos de pós em Stanford pode requerer outros documentos – confira aqui os prazos de inscrição de cada departamento.

Já a candidatura para o Knight-Hennessy é feita online e deve ser enviada até o dia 27 de setembro. É preciso enviar histórico acadêmico, resultados de testes padronizados (como GMAT, GRE e LSAT, além do exame de proficiência em inglês TOEFL), currículo, duas cartas de recomendação, dois essays e um pequeno vídeo introdutório.

Cem finalistas serão convidados a participar de um fim de semana de imersão em Stanford, em janeiro de 2018. Lá, além de ter acesso a networking e treinamentos, os 50 contemplados serão selecionados.

O comitê de admissão vai considerar três critérios básicos na avaliação das candidaturas: pensamento crítico e independente, liderança com propósito e mindset cívico. Segundo o site oficial, “não há um estudante típico de Stanford, assim como não há um candidato ideal para o Knight-Hennessy”.

Sobre o Programa Knight-Hennessy Scholars
O nome do programa é uma homenagem a Philip H. Knight, ex-aluno de Stanford e co-fundador da Nike – que doou US$ 400 milhões para a iniciativa – e John L. Henessy, presidente de Stanford que vai encerrar em setembro seu mandato de 16 anos. Esta doação de Knight foi a maior já recebida pela Universidade de um só indivíduo, e possibilitou a criação do maior programa de bolsas de estudo financiado inteiramente por doações. O Knight-Hennessy também recebeu doações “menores”, de US$ 100 milhões e US$ 50 milhões, do investidor do Vale do Silício Robert King e sua esposa Dorothy e de Steven Denning e sua esposa Roberta.

O post Stanford abre inscrições para novo programa de bolsas de US$750 milhões apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/nao-categorizado/stanford-abre-inscricoes-para-novo-programa-de-bolsas-de-us750-milhoes/feed/ 0
Marketing do Burger King tenta fugir do “arroz com feijão” https://newtrade.com.br/nao-categorizado/marketing-do-burger-king-tenta-fugir-do-arroz-com-feijao/ https://newtrade.com.br/nao-categorizado/marketing-do-burger-king-tenta-fugir-do-arroz-com-feijao/#respond Tue, 20 Jun 2017 11:49:52 +0000 https://newtrade.com.br/?p=39890 Burger King

"O risco é fazer algo e ninguém perceber", diz diretor de marketing da empresa

O post Marketing do Burger King tenta fugir do “arroz com feijão” apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
Burger King

A rede de fast-food Burger King está cada vez mais associada a campanhas ousadas, que defendem causas – como a inclusão do público LGBT – e até propõem a união com a concorrência, caso do McWhopper. Apesar de o McDonalds não ter aceito o “casamento”, a ação McWhopper acabou se tornando um fenômeno global tão falado que, no ano passado, levou dois Grand Prix para casa no Cannes Lions – Festival Internacional de Criatividade.

O chefe global de marketing do Burger King, o brasileiro Fernando Machado, afirmou que fugir do “arroz com feijão” é uma forma de manter a marca “quente” na cabeça do consumidor. “Nem sempre dá tudo certo, mas acho um risco maior a gente gastar dinheiro e fazer alguma coisa que ninguém vai perceber”, explicou o executivo.

Formado em engenharia mecânica, Machado começou a carreira aos 18 anos, como estagiário na Unilever. Ao ser efetivado, foi diretamente para o marketing. Trabalhou no Brasil, no México, em Londres e em Nova York e cuidou de marcas como o amaciante Fofo, o hidratante Vasenol e a linha de cuidados pessoais Dove. Ele estava à frente da marca e foi responsável pela aprovação da icônica campanha Retratos da Beleza Real, da Ogilvy Brasil.

Mudança

Foi na época do auge da Dove, lembrou Machado, que ele decidiu mudar de ares, após quase duas décadas trabalhando para a Unilever. O executivo disse que “bateu na porta” do Burger King e, há três anos e meio, começou a reorganizar o marketing da companhia. “O Burger King tinha campanhas icônicas, mas elas eram de dez anos atrás”, explicou Machado. A ordem do executivo foi retomar esse posicionamento mais ousado.

Além do McWhopper, outra ideia recente ganhou projeção global em festivais de publicidade pelo mundo: o Proud Whopper, ou “Whopper do orgulho”. A ação, realizada em São Francisco, na Califórnia, propunha um novo produto: o “Whopper do orgulho”, uma versão especial do carro-chefe da companhia. Depois de comer o sanduíche, os consumidores eram informados de que se tratava do mesmo produto – e lembravam que, por dentro, todos somos iguais.

LGBT

A proximidade do Burger King com a causa LGBT pode ser percebida no Brasil atualmente: a campanha de maior repercussão da marca neste ano foi protagonizada por uma drag queen. Além disso, a empresa distribuiu as famosas coroas da marca, decoradas com um arco-íris, para o público que compareceu à Parada do Orgulho LGBT, realizada ontem, em São Paulo.

O posicionamento da marca não se resume às causas, de acordo com Machado. O humor também está presente. Uma das campanhas que concorrem a um Leão este ano em Cannes mostra lojas do Burger King que sofreram incêndios de pequeno porte, sem feridos. Fotos reais dos incidentes – com as lojas semidestruídas – foram utilizadas para reforçar um dos diferenciais da empresa: o fato de que os hambúrgueres são grelhados no fogo, e não em uma chapa.

Tanto cuidado com o marketing tem razão de ser, segundo Machado. Comprada pelo fundo brasileiro 3G – de Jorge Paulo Lemann, Beto Sicupira e Michel Teles – no fim de 2010, a rede vem passando por uma forte expansão global. No Brasil, a empresa abriu mais de 70 restaurantes só no ano passado – para um total de 600 unidades. Nos últimos anos, a rede também “estreou” em mercados como França e Índia.

Parceria

Boa parte da estratégia global está nas mãos da agência David, de Miami, que é comandada pelo brasileiro Anselmo Ramos – o publicitário foi um dos responsáveis pela campanha Retratos da Beleza Real, de Dove, e voltou a trabalhar com Machado na rede de fast-food. A David é responsável pelo posicionamento global e também por mercados como Estados Unidos, Inglaterra, Brasil e Argentina.

O post Marketing do Burger King tenta fugir do “arroz com feijão” apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/nao-categorizado/marketing-do-burger-king-tenta-fugir-do-arroz-com-feijao/feed/ 0