Indústria – Newtrade https://newtrade.com.br Fri, 24 Jan 2020 15:42:46 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=5.3.2 https://newtrade.com.br/wp-content/uploads/2017/03/favicon-newtrade.png Indústria – Newtrade https://newtrade.com.br 32 32 IBM usa blockchain para atestar a qualidade do azeite de oliva https://newtrade.com.br/industria/ibm-usa-blockchain-para-atestar-a-qualidade-do-azeite-de-oliva/ https://newtrade.com.br/industria/ibm-usa-blockchain-para-atestar-a-qualidade-do-azeite-de-oliva/#respond Fri, 24 Jan 2020 15:42:19 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1023026 recall

Em parceria com a empresa de alimentos tunisiana CHO, IBM faz uso da tecnologia para rastrear a cadeia produtiva do produto

O post IBM usa blockchain para atestar a qualidade do azeite de oliva apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
recall

De maio a julho de 2019, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) brasileiro proibiu a venda de seis marcas de azeite de oliva. O motivo? A composição de todas consistia em uma mistura de óleos diversos, não apresentando nenhuma gota do produto oriundo da azeitona. E não é de hoje que os consumidores são lesados por azeites de oliva falsos — há registros de que até mesmo a Roma Antiga sofria com o problema. Mas, se depender da IBM, problemas do tipo serão extintos.

E empresa norte-americana está usando a tecnologia para determinar se determinado azeite possui qualidade o suficiente para ganhar o selo de “extra virgem’.

O projeto, realizado em parceria com a empresa tunisiana de alimentos CHO, usa blockchain para registrar todas as etapas da cadeia produtiva de cada lote do produto.

O método de funcionamento é simples: o consumidor que comprar um azeite da marca Terra Delyssa, controlada pela CHO, irá se deparar com um QR Code em sua embalagem. Basta o escanear com seu smartphone para ter acesso a todas informações referentes ao lote. Além de atestar a qualidade do produto, a tecnologia também evita que o consumidor seja enganado por falsificações.

Segundo a CHO, a tecnologia vai estar disponível nos produtos vendidos nos Estados Unidos, Canadá, França, Alemanha, Holanda e Japão.

Confiança

Essa não é uma iniciativa isolada da IBM. A empresa conta com uma divisão inteiramente dedicada à rastreabilidade da cadeia produtiva de alimentos. Chamada IBM Food Trust, ela já conta com mais de 200 funcionários e clientes como a rede de supermercados Walmart.

A marca francesa Carrefour é outra que faz uso de tal tecnologia. Por meio do blockchain, a rede consegue determinar a origem de alimentos frescos como frangos, ovos, leite, laranjas e carne de porco. A varejista também criou um aplicativo que permite que seu consumidores escaneiem códigos na embalagem e saibam mais sobre esses produtos.

O post IBM usa blockchain para atestar a qualidade do azeite de oliva apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/industria/ibm-usa-blockchain-para-atestar-a-qualidade-do-azeite-de-oliva/feed/ 0
Camil compra unidade de negócios de pet food da Iansa no Chile https://newtrade.com.br/industria/camil-compra-unidade-de-negocios-de-pet-food-da-iansa-no-chile/ https://newtrade.com.br/industria/camil-compra-unidade-de-negocios-de-pet-food-da-iansa-no-chile/#respond Thu, 23 Jan 2020 11:30:17 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1022978

O valor final da operação totalizou o equivalente a aproximadamente R$ 200 milhões.

O post Camil compra unidade de negócios de pet food da Iansa no Chile apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

A Camil Alimentos informou na quarta, 22, após o pregão a compra da unidade de ração animal do grupo chileno Iansa.

“A aquisição está alinhada com a estratégia da companhia e representa um importante passo para a expansão das operações chilenas da Camil para novas categorias”, enfatizou a empresa em comunicado.

Segundo a Camil, essa mais recente aquisição consiste em um passo importante para fortalecimento da competitividade no Chile, país no qual a Camil possui histórico de constante crescimento e rentabilidade por meio de sua subsidiária Tucapel.

O valor final da operação totalizou o equivalente a aproximadamente R$ 200 milhões.

A conclusão da transação está sujeita à aprovação da autoridade chilena de defesa da concorrência do Chile – Fiscalía Nacional Económica (“FNE”), dentre outras condições usuais a este tipo de operação.

O post Camil compra unidade de negócios de pet food da Iansa no Chile apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/industria/camil-compra-unidade-de-negocios-de-pet-food-da-iansa-no-chile/feed/ 0
Dadinho lança projeto #NaRuaParaTodos https://newtrade.com.br/industria/dadinho-lanca-projeto-naruaparatodos/ https://newtrade.com.br/industria/dadinho-lanca-projeto-naruaparatodos/#respond Wed, 22 Jan 2020 13:27:40 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1022949

O #NaRuaParaTodos terá seu pontapé inicial no dia 25 de janeiro, sábado, no Parque Villa Lobos, às 10h e às 16h, com apresentações lúdicas comandadas pela trupe-dupla “AS INIGUALÁVEIS IRMÃS COLA”.

O post Dadinho lança projeto #NaRuaParaTodos apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

Assim como a cidade de São Paulo, o DADINHO comemora aniversário no dia 25 de janeiro e aproveita a data para lançar o projeto #NaRuaParaTodos. Para celebrar os 66 anos da marca, uma kombi ano 1975 totalmente personalizada levará a partir dessa data uma dupla de malabaristas para alguns pontos da cidade.

O #NaRuaParaTodos terá seu pontapé inicial no dia 25 de janeiro, sábado, no Parque Villa Lobos, às 10h e às 16h, com apresentações lúdicas comandadas pela trupe-dupla “AS INIGUALÁVEIS IRMÃS COLA”. Com doze anos de carreira no malabarismo, as artistas de rua de Ribeirão Preto já circularam por várias regiões do Brasil levando ao grande público espetáculos com uma linguagem descontraída e empoderada, valorizando a arte circense com muito humor.

O projeto #NaRuaParaTodos conta com a estrutura itinerante de um mini-circo composto pela Kombi e lona de picadeiro onde serão apresentados números de malabares e sátiras envolvendo a história do DADINHO, com muita música e brincadeira. O público poderá se acomodar em almofadas dispostas pelo chão e ainda poderão ser convidados para participar das atividades do pocket show.

Além de passear pelas ruas e parques de São Paulo, estão previstas apresentações em outras cidades do interior.

O post Dadinho lança projeto #NaRuaParaTodos apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/industria/dadinho-lanca-projeto-naruaparatodos/feed/ 0
Nestlé contrata ex-Google como gerente para área de consumo https://newtrade.com.br/industria/nestle-contrata-ex-google-como-gerente-para-area-de-consumo/ https://newtrade.com.br/industria/nestle-contrata-ex-google-como-gerente-para-area-de-consumo/#respond Wed, 22 Jan 2020 11:13:16 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1022935

Diego Venturelli será o novo gerente executivo de “insights do consumidor” e terá como desafio liderar um processo de transformação no atendimento ao cliente

O post Nestlé contrata ex-Google como gerente para área de consumo apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

A Nestlé do Brasil anunciou nesta segunda-feira (20) a contratação de Diego Venturelli como novo gerente executivo de “insights do consumidor”. O executivo terá como desafio liderar um processo de transformação no atendimento ao consumidor, a partir da análise estratégica de hábitos e tendências de consumo.

Venturelli passou quase oito anos no Google, sendo que, desde 2017, atuava como gerente de percepções e dados analíticos avançados para o varejo. Nessa posição, liderou uma equipe de “marketing insights” e de cientistas de dados focados em fornecer informações relevantes de consumo para o setor de varejo brasileiro. Antes disso, atuou como analista de indústria e varejo entre 2012 e 2017 no Google. De 2009 a 2012, trabalhou na Telefónica como executivo de satisfação do consumidor.

Venturelli é formado em Engenharia Mecânica pela Unicamp e tem especializações em Marketing Orientado a Dados Estratégicos pela Northwestern University – Kellogg School of Management e em Gerenciamento de Negócios pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), além de mestrado em Estratégia pelo Insper.

O post Nestlé contrata ex-Google como gerente para área de consumo apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/industria/nestle-contrata-ex-google-como-gerente-para-area-de-consumo/feed/ 0
Ambev traça nova meta para eliminar poluição plástica de embalagens até 2025 https://newtrade.com.br/industria/ambev-traca-nova-meta-para-eliminar-poluicao-plastica-de-embalagens-ate-2025/ https://newtrade.com.br/industria/ambev-traca-nova-meta-para-eliminar-poluicao-plastica-de-embalagens-ate-2025/#respond Tue, 21 Jan 2020 11:22:09 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1022915 Ambev

A nova meta segue uma tendência global de aumentar a reciclagem e eliminar gradualmente as embalagens de plástico

O post Ambev traça nova meta para eliminar poluição plástica de embalagens até 2025 apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
Ambev

A fabricante de bebidas Ambev está empenhada em eliminar a poluição plástica decorrente de suas embalagens até 2025, em um esforço que tem o potencial de gerar aproximadamente 1 bilhão de reais em negócios no período, disse um executivo da companhia nesta segunda-feira.

A maior cervejaria da América Latina está se aliando a parceiros, que incluem fornecedores, cooperativas de reciclagem, startups e universidades, para que todos seus produtos tenham embalagens retornáveis ou utilizem material 100% reciclado.

“Atualmente 40% das nossas cervejas já são retornáveis, mas à medida que avançamos nesse compromisso, nosso sonho ficou maior e decidimos acabar com a poluição plástica de nossas embalagens”, afirmou o vice-presidente de sustentabilidade e suprimentos da Ambev, Rodrigo Figueiredo, em entrevista à Reuters.

A nova meta, que faz parte de esforços mais amplos da matriz Anheuser Busch InBev, segue uma tendência global de aumentar a reciclagem e eliminar gradualmente as embalagens de plástico, à medida que os consumidores migram para alternativas mais sustentáveis.

Em outubro passado, a Ambev anunciou o lançamento de sua primeira água mineral enlatada, a AMA, que, segundo Figueiredo, deve começar a ser vendida a partir de fevereiro.

A companhia investiu um total de 17,5 bilhões de reais entre 2014 e 2018 em múltiplas iniciativas para adotar práticas mais ecologicamente corretas, incluindo projetos para ter todas as suas operações alimentadas por fontes de energias renováveis até 2025.

Mais recentemente, a empresa assinou acordo de 600 milhões de reais com um grupo de private equity para construir um parque eólico que fornecerá energia renovável a todas as suas fábricas de bebidas no Nordeste do Brasil, bem como às cinco cervejarias Budweiser em todo o país.

No ano passado, a Ambev iniciou um programa de aceleração que já beneficiou 21 startups, das quais 10 fecharam negócios com a empresa que movimentaram total de 2,5 milhões a 3 milhões de reais. Para 2020, a companhia já selecionou 18 startups para o programa.

O post Ambev traça nova meta para eliminar poluição plástica de embalagens até 2025 apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/industria/ambev-traca-nova-meta-para-eliminar-poluicao-plastica-de-embalagens-ate-2025/feed/ 0
Cuponeria e Pepsico lançam promoção e oferecem ingressos no cinema e recargas de celular https://newtrade.com.br/industria/cuponeria-e-pepsico-lancam-promocao-e-oferecem-ingressos-no-cinema-e-recargas-de-celular/ https://newtrade.com.br/industria/cuponeria-e-pepsico-lancam-promocao-e-oferecem-ingressos-no-cinema-e-recargas-de-celular/#respond Tue, 21 Jan 2020 11:11:18 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1022910

Na compra de Doritos e Toddy, usuários da plataforma são presenteados com a promoção

O post Cuponeria e Pepsico lançam promoção e oferecem ingressos no cinema e recargas de celular apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

A Cuponeria e a Pepsico anunciam promoção no formato Compre e Ganhe até o fim do mês de fevereiro.

Para participar, os interessados devem levar, em uma mesma compra 2 Toddy Cookies e 2 Doritos de qualquer sabor para ganhar um ingresso no Cinemark e recarga de celular do valor de R$ 15,00 no app da RecargaPay. O resgate do prêmio é automático, no momento em que o usuário lê o QR Code da nota fiscal por meio de seus smartphones. Para a promoção valer, os clientes devem fazer o cadastro no site .

“Promoções como esta ajudam a marca a mimar seus clientes, proporcionando momentos divertidos e benefícios reais”, destaca Nara Iachan, fundadora e CMO da Cuponeria.

A ação é válida em todo o território nacional, até o dia 28 de fevereiro de 2020, e os endereços das lojas participantes estão disponíveis no site da promoção.

Confira mais em http://www.cuponeria.com.br

O post Cuponeria e Pepsico lançam promoção e oferecem ingressos no cinema e recargas de celular apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/industria/cuponeria-e-pepsico-lancam-promocao-e-oferecem-ingressos-no-cinema-e-recargas-de-celular/feed/ 0
Crise da cervejaria Backer pode respingar no setor? Especialistas comentam https://newtrade.com.br/industria/crise-da-cervejaria-backer-pode-respingar-no-setor-especialistas-comentam/ https://newtrade.com.br/industria/crise-da-cervejaria-backer-pode-respingar-no-setor-especialistas-comentam/#respond Tue, 21 Jan 2020 10:50:42 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1022898

Cervejaria mineira é alvo de investigação sobre contaminação que resultou em mortes

O post Crise da cervejaria Backer pode respingar no setor? Especialistas comentam apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

A contaminação de cervejas da marca Backer com as substâncias dietilenoglicol e monoetilenoglicol tem movimentado o mercado de cervejas artesanais, que se articula para não sofrer grandes impactos com a crise.

A cervejaria mineira, responsável por mais de 20 marcas, é a maior artesanal do país em volume de produção, com quase 800 mil litros mensais, mas teve a comercialização dos seus produtos proibida pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) após auditoria feita na fábrica constatar que havia água contaminada com dietilenoglicol em uma etapa anterior ao tanque de fermentação, onde o composto químico já tinha sido encontrado.

A substância, detectada em lotes de uma das suas principais cervejas, a Belorizontina, está relacionada com a síndrome nefroneural – causadora da morte de quatro pessoas nas últimas semanas.

Dos 18 casos suspeitos de intoxicação por dietilenoglicol, segundo a Secretaria de Estado Saúde de Minas Gerais, quatro foram confirmados, entre eles Pachoal Dermatini Filho, de 55 anos, falecido em Juiz de Fora.

Minimizando o impacto

Diante da crise, a Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva) encaminhou um pedido aos órgãos reguladores solicitando a proibição das substâncias utilizadas para resfriar a produção.

A entidade solicita ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que elaborem norma específica para a utilização de agentes anticongelantes no sistema de resfriamento de cerveja com a permissão de apenas substâncias de grau alimentício, em virtude da possibilidade incidental de contato com a cerveja nas etapas de fabricação.

Na semana passada, o Ministério da Agricultura interditou a fábrica da empresa, na Região Oeste de Belo Horizonte apreendendo 139 mil litros de cerveja engarrafadas e 8.480 litros de chope. Na ocasião, tanques e demais equipamentos de produção foram lacrados.

Sob investigação, a cervejaria Backer informa seguir apurando internamente o que poderia ter ocorrido com os lotes de cerveja apontados pela polícia e reitera que em seu processo produtivo, utiliza, exclusivamente, o agente monoetilenoglicol.

Apesar do comunicado, as análises realizadas pelos Laboratórios Federais de Defesa Agropecuária identificaram a presença do contaminante dietilenoglicol em oito produtos da Cervejaria. Além das Belorizontina e Capixaba, o composto foi encontrado em lotes das marcas Backer D2, Backer Pilsen, Brown, Capitão Senra, Fargo 46 e Pele Vermelha.

Um levantamento feito pela Abracerva entre os seus associados aponta que 1,5% dos fabricantes usam o etileno glicol, que tem um índice de toxicidade muito inferior ao dietilenoglicol, durante o processo de produção da bebida.

A maior parte das cervejarias artesanais (87,4%) utilizam álcool nas suas fábricas para refrigerar a produção, 6% utilizam propilenoglicol, composto presente na lista positiva de aditivos alimentares (que não é tóxico ao ser humano) e 5,1% usam outros métodos.

Mercado pode sofrer?

O mercado de cerveja artesanal cresce a cada ano no Brasil. A popularização é impulsionada pelo amadurecimento da experiência de consumo e de uma maior ofertas de cursos de formação para atuação na área. Outro fator, apontado pelos especialistas são os ‘ciganos’ (agentes que terceirizam a produção de suas cervejas) contribuindo para essa expansão e acirrando a competição.

O caso da Backer, porém, não deve afetar o segmento como todo, de acordo com Mayra Viana, analista do núcleo de Alimentos e Bebidas da Unidade de Competitividade do Sebrae Nacional.

“Ainda é cedo para avaliar qualquer impacto preciso. De uma forma geral, o consumidor está entendendo que o caso é isolado. No geral, os empresários não estão preocupados e nem sentindo uma queda de vendas” afirma Viana.

A consultora aponta que mercado de bebidas é bem robusto no Brasil, sendo o terceiro maior do mundo com 13,3 bilhões de litros produzidos, atrás de China (46 bilhões) e dos Estados Unidos (22,1 bilhões) e que o consumidor das cervejarias artesanais não tende ser ameaçado pela crise da Belorizontina, pois são fiéis a outros rótulos.

“Quem já conhece o setor é um cliente esclarecido que vem até ajudando outros a entender todo o processo de produção das bebidas e explicar o que está acontecendo. O cliente que consome artesanal às vezes pode sofrer algum impacto quando apresentado a cervejas que ele não conhece”, pontua.

O presidente da Abracerva, Carlo Lapolli, acredita que o episódio é uma exceção e não deve prejudicar o crescimento do setor. Segundo Lapolli, o consumidor pode continuar consumindo cervejas de outras fábricas sem problemas.

“O caso é inédito neste mercado. Estamos à disposição, assim como as indústrias, para mostrar o processo e para que o consumidor veja que o negócio da cerveja artesanal é sério, profissional e passa por acompanhamento constante dos órgãos de fiscalização”, afirma.

O receio segue sendo em relação a Minas Gerais, terceiro estado com maior quantidade de Cervejarias Independentes, segundo o 1ª Censo das Cervejarias Independentes Brasileiras, realizado pelo Sebrae Nacional.

“A cervejaria Backer tem uma fatia do mercado bem grande [44%], então, o setor de lá tem reagido com preocupação e realizando ações para retomar a confiança dos consumidores, como a criação de um selo de qualidade”.

Em relatório, analistas do Bradesco BBA, mantêm a classificação para a Ambev (TP de R$ 20,00), pois acreditam também que o caso é isolado e não deve gerar grandes mudanças no consumo de cerveja artesanal para grandes marcas de cervejarias, que já possuem sistemas de qualidade em vigor.

O post Crise da cervejaria Backer pode respingar no setor? Especialistas comentam apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/industria/crise-da-cervejaria-backer-pode-respingar-no-setor-especialistas-comentam/feed/ 0
Oito marcas de cervejas da Backer estão contaminadas com substâncias tóxicas, diz Ministério https://newtrade.com.br/industria/oito-marcas-de-cervejas-da-backer-estao-contaminadas-com-substancias-toxicas-diz-ministerio/ https://newtrade.com.br/industria/oito-marcas-de-cervejas-da-backer-estao-contaminadas-com-substancias-toxicas-diz-ministerio/#respond Fri, 17 Jan 2020 11:10:53 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1022836

De acordo com o governo, são 21 lotes comprometidos, 12 deles nas garrafas da Belorizontina

O post Oito marcas de cervejas da Backer estão contaminadas com substâncias tóxicas, diz Ministério apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) divulgou uma nota informando que identificou a presença de monoetilenoglicol e dietilenoglicol em oito produtos da Cervejaria Backer. Foram encontradas as substâncias tóxicas nas marcas Capitão Senra, Pele Vermelha, Fargo 46, Backer Pilsen, Brown e Backer D2, além das marcas Belorizontina e Capixaba. A informação foi dada pelo colunista Lauro Jardim.

As análises foram realizadas pelos Laboratórios Federais de Defesa Agropecuária, que constataram 21 lotes contaminados. A cerveja Belorizontina tem 12 lotes contaminados.

Confira os lotes das cervejas:
  • Belorizontina: L2 1354, L2 1348, L2 1197, L2 1604, L2 1455, L2 1464, L2 1593, L2 1557, L2 1604, L2 1474, L2 1546, L2 1487
  • Capixaba: L2 1348
  • Capitão Senra: L2 1609, L2 1571
  • Pele Vermelha: L1 1448, L1 1345
  • Fargo 46: L1 4000
  • Backer Pilsen: L1 1549, L1 1565
  • Brown: 1316
  • Backer D2: L1 2007

O ministério informou que “segue atuando nas apurações administrativas para identificar as circunstâncias em que os fatos ocorreram e tomando as medidas necessárias para mitigar o risco apresentado pelas cervejas contaminadas”. A pasta ressalta que Backer “permanecerá até que se tenha condições seguras de operação e os produtos somente serão liberados para comercialização mediante análise e aprovação do Mapa”.

O ministério reafirmou que “todos os produtos fabricados pela Cervejaria Backer já estavam e continuam sendo retirados do mercado, por recolhimento feito pela própria empresa e por ações de fiscalização e apreensão dos serviços de fiscalização”.

O post Oito marcas de cervejas da Backer estão contaminadas com substâncias tóxicas, diz Ministério apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/industria/oito-marcas-de-cervejas-da-backer-estao-contaminadas-com-substancias-toxicas-diz-ministerio/feed/ 0
Nestlé vai investir até US$2 bilhões em plástico reciclado https://newtrade.com.br/industria/nestle-vai-investir-ate-us2-bilhoes-em-plastico-reciclado/ https://newtrade.com.br/industria/nestle-vai-investir-ate-us2-bilhoes-em-plastico-reciclado/#respond Fri, 17 Jan 2020 11:08:31 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1022834 Nestlé

A empresa tem compromisso de tornar 100% de suas embalagens recicláveis ou reutilizáveis até 2025

O post Nestlé vai investir até US$2 bilhões em plástico reciclado apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
Nestlé

A Nestlé anunciou nesta quinta-feira que vai investir até 2 bilhões de francos suíços (2,07 bilhões de dólares) em fornecimento de um maior volume de plástico reciclado para as embalagens de seus produtos.

A companhia suíça vai alocar mais de 1,5 bilhão de francos para pagar pelo custo extra de utilização de plásticos reciclados de grau próprios para alimentos e vai lançar um fundo de 250 milhões de francos para financiar uma iniciativa de embalagens sustentáveis.

A empresa tem compromisso de tornar 100% de suas embalagens recicláveis ou reutilizáveis até 2025. A Nestlé afirmou também nesta quinta-feira que vai reduzir o uso de plástico novo em um terço durante o mesmo período.

O post Nestlé vai investir até US$2 bilhões em plástico reciclado apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/industria/nestle-vai-investir-ate-us2-bilhoes-em-plastico-reciclado/feed/ 0
CEO da Backer pede para não consumirem Belorizontina de nenhum lote https://newtrade.com.br/industria/ceo-da-backer-pede-para-nao-consumirem-belorizontina-de-nenhum-lote/ https://newtrade.com.br/industria/ceo-da-backer-pede-para-nao-consumirem-belorizontina-de-nenhum-lote/#respond Wed, 15 Jan 2020 13:04:12 +0000 https://newtrade.com.br/?p=1022776

Ministério da Agricultura já tinha mandado retirar cervejas do mercado

O post CEO da Backer pede para não consumirem Belorizontina de nenhum lote apareceu primeiro em Newtrade.

]]>

A CEO da cervejaria Backer, Paula Lebbos, pediu ontem (14) que ninguém consuma a cerveja Belorizontina, que, no Espírito Santo, recebe o rótulo de Capixaba, até que os fatos sobre a contaminação da cerveja sejam esclarecidos. Exames laboratoriais realizados pela Polícia Civil de Minas Gerais identificaram a presença da substância dietilenoglicol em amostras da cerveja Belorizontina, produzida pela Backer.

Pelo menos uma pessoa morreu e outras foram internadas depois de tomar a cerveja. Dez pessoas foram intoxicadas. A morte de outra pessoa, ocorrida em 28 de dezembro, está sendo investigada como uma possível intoxicação pelo consumo da Belorizontina. “O que preciso agora é que não bebam Belorizontina, quaisquer que sejam os lotes, por favor. Quero que meu cliente seja protegido. Não sei o que está acontecendo”, disse Paula, em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira, em Belo Horizonte.

A diretora executiva da Backer afirmou que a substância dietilenoglicol, suposta responsável pelo envenenamento, não é usada no processo de fabricação de suas cervejas. Em seguida, disse que aguarda os resultados das análises do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e da Polícia Civil.

No dia 13 o ministério determinou que a Backer retire de circulação todas as suas cervejas e chopes produzidos desde outubro do ano passado até agora. A cervejaria está interditada, por ordem do ministério. “A Backer quer facilitar para que [o problema] seja solucionado o mais breve possível, para que a nossa fábrica seja liberada, até porque os funcionários precisam trabalhar, e minha família também depende dessa empresa”, disse a executiva. 

A Backer produz cervejas em 70 tanques de 18 mil litros cada. A Belorizontina é produzida em apenas um desses tanques, o número 10. Questionada pelos jornalistas, Lebbos disse que vai procurar as vítimas e suas famílias para “oferecer qualquer tipo de ajuda que elas precisarem”. Ela afirmou que não está preocupada com o prejuízo financeiro, e sim com o mercado de cervejas artesanais e com os clientes.

“O que nos preocupa muito é o prejuízo em relação à nossa marca e ao mercado cervejeiro artesanal. Eu tenho certeza [de] que o que diz respeito ao [aspecto] financeiro será superado. O que a gente não quer é que clientes que tomam a nossa cerveja sejam prejudicados”, acrescentou.

O post CEO da Backer pede para não consumirem Belorizontina de nenhum lote apareceu primeiro em Newtrade.

]]>
https://newtrade.com.br/industria/ceo-da-backer-pede-para-nao-consumirem-belorizontina-de-nenhum-lote/feed/ 0