Modelo atacarejo deverá crescer com converção


O próximo ano será marcado por uma intensificação nas conversões de super e hipermercados para o modelo atacarejo. É o que acredita Ricardo Roldão, presidente da Abaas (Associação Brasileira de Atacadistas de Autosserviço) e proprietário da rede Roldão. O crescimento de vendas do segmento na casa de dois dígitos justifica o interesse das empresas em transformar unidades para esse tipo de loja.

Recentemente, o GPA anunciou que fará a conversão de 17 a 20 hipermercados para cash & carry Assaí no ano que vem. Já o GBarbosa, que pertence ao Cencosud, transformou um hiper e dois supermercados em atacarejo neste fim de ano.Ricardo Roldão lembra que, para 2017, a expectativa é de que a penetração do cash & carry atinja 60% dos lares brasileiros, contra os atuais 56%. Ele acredita que o formato terá crescimento de 14% em volume neste ano em relação a 2015.

Rede de atacarejo Roldão

Quanto à sua empresa, a rede Roldão, a expectativa é de que as vendas cresçam 35% neste ano, alcançado R$ 2,7 bilhões. No início de 2016, a empresa adquiriu quatro unidades da rede Mega.

Neste ano, também foram abertas três novas filiais. Para 2017, a expectativa era de inaugurar 10 novas lojas. Mas, devido à retração da economia, serão inauguradas seis unidades.

Fonte: O Estado de S. Paulo


Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.