Vinícola Miolo recebe medalha de ouro e prata na Frannça

0 526

Depois de percorrer mais de 10 mil quilômetros, cruzando o Atlântico para chegar em Paris, na França, o Miolo Merlot Terroir DOVV Safra 2020 e o Miolo Millésime Brut DOVV Safra 2018 ganharam ainda mais reconhecimento internacional. O vinho recebeu Medalha de Ouro e o espumante Medalha de Prata, ambos conquistados no Vinalies Internationales, um dos concursos internacionais mais respeitados do mundo. Realizado de 10 a 13 de fevereiro, o evento reuniu mais de 2 mil amostras de 36 países.

Para o diretor superintendente da Miolo Wine Group, enólogo Adriano Miolo, os prêmios certificam o que a vinícola vem afirmando em relação as Safras 2018 e 2020. “Estas duas Safras foram espetaculares, as melhores da nossa história, diante da qualidade das uvas que nos permitiu elaborar produtos tão diferenciados”, ressalta. Ele complementa, ainda, destacando que as uvas Merlot e Chardonnay, utilizadas na elaboração dos dois produtos, são as castas que melhores resultados apresentaram no Vale dos Vinhedos.

O Miolo Merlot Terroir DOVV 2020, que carrega a expressão da uva tinta emblemática do Vale dos Vinhedos, é um corte de merlots entre os cinco vinhedos próprios da região demarcada, ou seja, a melhor produção de Merlot da Miolo. É um vinho de coloração vermelho rubi intenso com traços violáceos. Tem alta intensidade aromática, com expressivo caráter varietal e excelente harmonia da fruta (cereja) com notas de carvalho como caramelo, cacau, café, baunilha. Estruturado, de taninos elegantes e aveludados, com grande volume de boca, apresenta ótimo equilíbrio entre o seu aspecto olfativo e gustativo. Ideal ser apreciado com temperatura entre 16ºC e 18ºC. Elaborado somente em safras excepcionais, o Miolo Merlot Terroir foi feito nos anos de 2004, 2005, 2008, 2009, 2011, 2012, 2015, 2018 e agora 2020.

Combina muito bem com pratos de textura rica e de aromas intensos e complexos, como pato assado ao tamarindo, risoto de funghi, farfalle ao molho de gorgonzola. Macio, harmoniza por contraposição com comidas de tendência amarga e ácida, como frango caipira com polenta e radicci, avestruz ao molho de mostarda, caldeirada de marisco. Queijos maduros de massa dura, tipo parmesão, pecorino e grana padano são os mais indicados.

Já o Miolo Millésime Espumante Brut DOVV 2018 é um corte das variedades Chardonnay e Pinot Noir, permanecendo nas caves subterrâneas da vinícola durante 18 meses para amadurecimento. Safrado, foi eleito o melhor espumante elaborado pelo método champenoise do Hemisfério Sul por Steven Spurrier. É límpido, apresenta coloração amarelo palha com tons esverdeados, perlage fina, abundante e persistente, denotando alta qualidade do produto. Seus aromas são finos, de frutas cítricas, pera, abacaxi, e mel, mesclados a aromas típicos de envelhecimento, como pão tostado. Complexo, traz boa cremosidade. Mostra-se elegante, com acidez equilibrada, retrogosto agradável e final de boca longo. Ideal ser apreciado com temperatura entre 6º e 8º.

Indicado como aperitivo ou mesmo desfrutado por si só, em atitude contemplativa ou festiva. Os acompanhamentos vão desde o bolinho de bacalhau, croquete de camarão e croquete de carne, moqueca de peixe, casquinha de siri, bobó de camarão e culinária caiçara.

Notícias Relacionadas
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.