Grupo Inbetta/Bettanin amplia portfólio com marca de beleza

0 423

Por Rúbia Evangelinellis

A empresa Lanossi Beauty & Care, do grupo gaúcho Inbetta, chega ao mercado com apetite e disposição para conquistar os consumidores brasileiros. Lançada em janeiro, após dois anos de preparação e pesquisa, possui um portfólio composto com mais de 160 itens de beleza, cuidado com o corpo e higiene apresentados com as marcas Lanossi e Slow.

Victor Bettanin, gerente geral da Lanossi,

Embora a empresa tenha tomado o cuidado de planejar e estudar o mercado antes da criação da marca, com a Covid-19 foi necessário rever a estratégia e o plano de ação para se ajustar ao novo cenário. “Em pouco tempo, revisitamos planos, mudamos maneiras de abordar clientes e desenvolvemos produtos em tempo recorde. Nos dedicamos à saúde e aos cuidados, neste momento delicado, e produzimos em três meses novos produtos. Desde máscaras para proteção facial, álcool em gel e lenços umedecidos antissépticos na Slow”, explica Victor Bettanin, gerente geral da Lanossi, acrescentando que o primeiro lote, com mais de 14 mil protetores faciais, foi destinado à doação.

Logo no início da pandemia, segundo informou, um “novo olhar” foi dirigido para a Slow, que já tem foco na higiene e cuidado pessoal e conta, atualmente, com itens como escovas e acessórios para banho, lenços umedecidos, hastes flexíveis e algodão em diversos formatos.

A próxima onda de lançamentos está prevista para o segundo semestre. Será composta por mais de 60 novos produtos, que vão se apresentar como inovações de ampliação das linhas existentes e formatos diferenciados, sendo a maioria da marca Slow. Entre as novidades estão programados diferentes tipos de máscara de proteção e produtos para higiene considerados essenciais neste momento. “Em Lanossi também haverá inovação de self care para manter momentos de bem-estar em casa”, diz o executivo.

Antes de lançar a Lanossi Beauty & Care, a empresa realizou pesquisa direta com compradores e consumidores para identificar os desejos de compra. “Também fizemos compra acompanhada com estas consumidoras para analisarmos o momento real da compra. Entender o que elas buscavam e o que mais chamava sua atenção no PDV. Utilizamos ainda pesquisas de mercado para identificamos comportamentos, praças com forte consumo de beleza e os diferentes ‘mundos’ que atuaríamos, como para (as categorias) cabelo, maquiagem e unhas”, ressalta.

Questionado sobre como avalia o atual cenário de consumo dos produtos de higiene pessoal, Victor Bettanin explica que este foi o projeto com mais pesquisa e planejamento que o grupo já realizou, considerando os 24 meses de análises para entender o mercado, seus canais e produtos. E garante que o lançamento da Lanossi somente fora foi concretizado quando houve o entendimento do comportamento e os gaps sentidos por consumidores.

Os produtos já são comercializados em supermercados, redes de drogarias, lojas de cosméticos e de departamentos, além de market place.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.