Por que quem se atrasa sempre costuma ser bem-sucedido

0 5.966

A pontualidade não precisa ser o seu forte. Pelo menos é o que afirmam alguns especialistas. Para eles, quem sempre está na correria contra o relógio é capaz de trazer ótimos resultados, porque é naturalmente otimista e multitarefa. Mas calma. Isso não quer dizer que você não deva se preocupar com o horário de uma reunião importante ou possa apertar o modo “soneca” do despertador toda manhã. Simplesmente significa que atrasos de poucos minutos, quando sua agenda anda cheia, não te tornam um caso totalmente perdido.

Quando um profissional realiza uma série de tarefas e se atrasa para uma delas por ainda estar envolvido na anterior, isso indica que o que deu errado muitas vezes foi a análise do tempo necessário para a execução do trabalho. Havia uma expectativa de que ele fosse terminado mais rápido.

A consultora Diana Delonzer afirma em seu livro Never Be Late Again: 7 Cures for the Punctually Challenged (“Nunca se atrase novamente: sete dicas para curar a falta de pontualidade”, em tradução livre) que quem está sempre atrasado não é bom em estimar o tempo de realização de atividades – um erro de previsão que Diana define como “falácia de planejamento”. Por outro lado, diz, essas pessoas costumam ser bastante otimistas. Se há 10 tarefas de 10 minutos para uma hora de execução (100 minutos, portanto, não 60), essas pessoas costumam topar o desafio — uma atitude que pode parecer imprudente, mas que as torna mais propícias a superar melhor momentos turbulentos.

Em seus estudos, o psicólogo Jeff Conte, da San Diego State University, diz que a imprecisão em determinar o tempo para cada atividade ocorre, em parte, devido à percepção das pessoas sobre o tempo. Quem tem essa característica provavelmente sente que o tempo passa de forma mais lenta do que ele realmente é.

O atraso também está ligado a ser multitarefa, ou seja, comprometer-se com várias atividades ao mesmo tempo, segundo Conte. Outro estudo de sua autoria apontou que de 181 trabalhadores do metrô de Londres entrevistados, aqueles que preferiam atividades multarefas eram os mais atrasados. Isso pode ocorrer devido ao interesse deles em resolver problemas, o que provavelmente indica esperteza e mente aberta.

O perfil multitarefa, de acordo com os autores do livro Extreme Focus (“Foco Extremo”), Pat Williams e Jim Denney, abrange uma pessoa com diversos interesses e com tendência a querer experimentar e conhecer assuntos variados. O benefício, de acordo com os especialistas, é essas pessoas ainda são brilhantes e criativas.

Fonte Época Negócios
você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.